Trechos da Expresso Guanabara ganham disputa com linhas aéreas

Ônibus lotados x Aviões vazios.

Ônibus lotados x Aviões vazios.

Várias linhas aéreas operadas por famosas companhias de aviação como a TAM e Gol, estão perdendo a disputa por procura de passagens para trajetos rodoviários atendidos pela viação Expresso Guanabara, uma das cinco maiores companhias do país.
Desde o último grande feriado, durante os quatro dias de Carnaval, a rodoviária de São Luís, no Maranhão, chegou a comercializar todas as reservas rodoviárias e deixou centenas de passageiros na fila de espera, aguardando as viagens extras oferecidas por companhias de ônibus.
Em contrapartida, o Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado que abastece o fluxo de viagens de avião de toda região maranhense, não registrou nenhum aumento significativo.

A expectativa para a Copa do Mundo nesta e em outras capitais, preocupa os empresários do setor aéreo.
Muitas companhias de avião correm o risco de não preencherem todas as suas poltronas em viagens com destino a regiões nordestinas do Brasil.
Por outro lado, empresas como a Guanabara já se preparam para dobrar o número de veículos quando os jogos da Copa começarem. Atualmente, a companhia rodoviária tem 400 ônibus rodoviários espalhados nas regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste, com presença garantida em 12 estados e no Distrito Federal.
Viagens com menor tempo de duração também devem favorecer as auto viações durante os meses em que o país sediara o torneio da FIFA.

De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a maior movimentação registrada pelo Aeroporto de São Luís neste ano, bateu a casa dos 23 mil passageiros. Um saldo negativo de 16% se for comparado com o fluxo de passageiros no mesmo período do ano passado.
Por causa dos estádios onde acontecerão importantes jogos da Copa do Mundo e até partida disputada pela seleção brasileira, a preferência de desembarque dos que moram em Maranhão são as cidades de Recife no Pernambuco e Salvador da Bahia.
Para garantir as passagens de ônibus sem sair do conforto de casa basta acessar um site de venda de viagens e programar o dia desejado. O voucher ou recibo de embarque deve ser retirado minutos antes de embarcar, no guichê da companhia de ônibus escolhida na internet.

Viação Cometa aposta em trajetos de linhas aéreas

Viação Cometa aposta em mercado de linhas aéreas de São Paulo.

Viações competem com companhias aéreas

Já não é de hoje que apenas as companhias aéreas estão de olho na grande demanda de passageiros que viajam entre as cidades até chegar aos aeroportos de onde irão embarcar. Além de aviações como a Azul já estarem oferecendo serviços rodoviários para cativar seus clientes, companhias de ônibus já consagradas, como a Viação Cometa resolveram entrar na disputa.
A maior empresa rodoviária do estado mais rico do Brasil também transporta centenas de passageiros nas linhas que atendem o município de Campinas até Cumbica, e Sorocaba até o mesmo destino, desde metade do ano passado. A ideia é morder uma fatia da grande demanda de pessoas que se deslocam até o Aeroporto de Guarulhos e precisam de um transporte alternativo para ir e voltar ao local de destino.

Com o atendimento da companhia Cometa, as duas cidades interinas do Estado de São Paulo, passaram a receber um reforço importante já que a empresa disponibilizou uma nova frota para atender esses trajetos.
Todos os veículos são equipados com ar condicionado, possuem sanitários, tem geladeira com água mineral à vontade e até oferecem serviço de internet grátis através do Wi-Fi. Quem prefere relaxar durante a viagem pode cochilar nas confortáveis poltronas ou se distrair com a programação transmitida pela TV Digital instalada dentro de cada ônibus. O modelo tem capacidade para 46 lugares e os acentos são reclináveis.

Os ônibus Cometa que partem de Sorocaba até o Aeroporto de Guarulhos funcionam nos horários das 4h30, 11h, 14h15 e 19h. Para voltar, há disponibilidades entre às 7h, 11h, 15h e 18h30.
Já em Campinas a companhia de transporte sai às 6h10, 10h, 15h e 18h30 e começa fazer o caminho de volta durante as 6h10, 10h10, 15h40 e 19h10.
Para adquirir as passagens de ônibus basta ir até um dos guichês da rodoviária ou fazer uma reserva no próprio site da empresa. Também há possibilidade de compra no aeroporto, na loja da Viação Cometa no Terminal 1 ou no quiosque da empresa no Terminal 4. Todos os trajetos dessa e de outras auto viações também estão disponíveis no site de venda coletiva, o Quero Passagem.

Rio Grande do Sul copia voos e incentiva leitura nos ônibus

 

Mais leitura ônibus rodoviários

O Rio Grande do Sul pretender apostar na mesma estratégia dos voos brasileiros para incentivar os passageiros de ônibus do interior do Estado a se habituarem à leitura. Como já é comum de se ver nas viagens aéreas, ler e aproveitar o tempo da viagem como hora extra para dar aquela espiadinha nos assuntos mais comentados da semana e até mesmo gastar algumas páginas de um bom livro é algo que deve ser comum no Sul do Brasil. A ideia do governo é tornar os percursos mais atrativos e proveitosos. Segundo informações do Governo do Rio Grande do Sul a mudança só ocorrerá inicialmente nos expressos intermunicipais e já começa ser testada no segundo semestre de 2013. A partir da data os passageiros podem optar pela leitura durante as viagens.

O projeto tem o nome de Prosa na Estrada e foi oficialmente apresentado no dia 24 de junho, às 15h30, em frente ao Palácio Piratini, na sede do Governo, em Porto Alegre. A reunião foi marcada pela presença do atual governador Tarso Genro, do secretário de Estado da Cultura, Luiz Antônio de Assis Brasil e convidados. A intenção de Tarso e do secretário é disponibilizar folhetos contendo textos literários de pelo menos 30 autores renomados. Do total, 23 nomes serão escolhidos por edital, o restante será destinado apenas para obras de autores já falecidos e já foram escolhidos. Entre eles estão trechos de alguns sucessos da literatura escritos por Moacyr Scliar; Sérgio Jockyman; Caio Fernando Abreu; Cyro Martins; João Simões Lopes Neto; Vera Karam e Carlos Carvalho.

O programa Prosa na Estrada voltado ao transporte público foi fornecido às companhias de ônibus contempladas através de um concurso promovido pelo IEL – Instituto Estadual do Livro, em parcerias com o Daer – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem e a Ages – Associação Gaúcha de Escritores. Outros órgãos como a Companhia Rio-Grandense de Artes Gráficas e a Celulose Rio-Grandense estiveram envolvidos no projeto. No total 50 mil cópias deverão ser distribuídas para atender cerca de 100 mil passageiros que utilizam os serviços nos coletivos de viagens e interligam as cidades do Sul do país.