Transporte rodoviário Rio de Janeiro sofre com trânsito

A melhoria dos salários e possibilidades de se viajar mais fez o transporte rodoviário Rio de Janeiro aumentar as procuras e reservas de passagens pelas auto viações, proporcional ao consumo. Nesta história o número de carros também se expandiu, mas ao inverso disso, as cidades não aumentaram ou se ampliaram as vias de acesso, na grande maioria, ocasionando um caos ao pensar em sair da Cidade Maravilhosa, seja pela direção na qual desejar. Em especial em feriados, férias de verão e feriados o trânsito tem sido intenso e o tempo dos destinos chega até a se sobrepor, mediante estes incidentes. E não pense que em aeroportos a situação é melhor, pois não é.

A grande batalha travada entre caminhões, ônibus de viagens, carros e demais tem feito muitos desistirem de sair em horários clássicos (após as 16 horas) e escolher saídas nos fins de noite, madrugadas e até com no dia seguinte, de não se perder o ânimo. Os passageiros e motoristas sofrem na falta de solução e responsabilidade municipal e estadual, em providências na resolução disso. Não é a falta de expressos, mas investimentos emergenciais em novas saídas, aberturas e controle do tráfego, havendo de se conferir melhores treinamentos de colaboradores de engenharias de tráfego e policiais também. O importante é o trânsito não parar.

Os futuros eventos esportivos nos fazem pensar, pois certamente tudo isso irá melhorar e adequar-se aos padrões europeus, de se mostrar uma melhor imagem nos deslocamentos até as cidades sediadas. A geografia do Rio não ajuda muito, e certamente o projeto de mudanças deve constar hora de entrada e saída de caminhões obrigatório, maior policiamento nas ruas e entradas da cidade, a segurança deverá ser mais ampla e a contratação de demais empresas destinadas a servir e projetar um melhor deslocamento (arquiteturas, logísticas e outras engenharias) irão satisfazer as frotas de coletivos e dar a quem estiver a bordo melhor conforto. Uma melhoria certamente estará no eixo Rio de Janeiro – São Paulo e região Sul, nas quais as responsáveis: Viação Expresso do Sul, Viação 1001 e Viação Itapemirim se dispõe a satisfazer seus viajantes, melhorando até os tipos de acomodações, de veículos executivos de leitos, melhorando o ambiente interno e na última das hipóteses, assistir um filme enquanto se está no fluxo intenso ou aproveitar e realmente dormir.