Idosos são os que menos embarcam na viação Expresso Guanabara

Idosos são os que menos utilizam o serviço da Guanabara.

Idosos são os que menos utilizam o serviço da Guanabara.

Mais da metade dos embarques realizados pela viação Expresso Guanabara são procurados por passageiros de até 50 anos. Segundo a direção da empresa que tem atuação nacional há mais de 22 anos, os idosos são os passageiros que menos compram as passagens rodoviárias da empresa. Presente em mais de mil municípios brasileiros, a auto viação chega a transportar 800 mil pessoas todo o mês, conquistando o segundo lugar no ranking das companhias que mais transportam passageiros por quilômetro. Forte e conhecida no Norte e na região Centro-Sul do Brasil, a Guanabara tem 40% da operação só no estado do Ceará.

Quem dá preferencia para os serviços rodoviários da empresa, na hora de viajar de ônibus, costuma sair de Fortaleza com destino a Juazeiro do Norte, Sobral ou Iguatu, além de fazer o trajeto de volta. A soma destes trechos é responsável por transportar mensalmente mais de 5 mil nordestinos. Pelo menos 80% da maioria dos passageiros da transportadora é formada por homens e mulheres de até 50 anos de idade. Mesmo assim, o transporte gratuito para idosos acima dos 65 anos, é seguido à risca pela empresa. Segundo a legislação estadual, todas as companhias de ônibus são obrigadas a destinarem duas poltronas para a melhor idade, em todas as viagens, nos ônibus do tipo convencional.

Apesar da compra das passagens feita por idosos ser minoria, só no mês passado, a empresa rodoviária transportou quase 6 mil idosos em linhas do Ceará.  Mesmo não concorrendo diretamente com as empresas que atuam no disputado eixo Rio-São Paulo, se engana quem pensa que a Guanabara não investe em tecnologia e inovação. Além da melhoria constante nos serviços de bordo e no atendimento ao cliente, a empresa ajuda comunidades carentes, realiza projetos culturais e de responsabilidade social, e renova a frota regularmente. Tudo isso tem gerado satisfação para quem utiliza o serviço. É o que apontou uma pesquisa realizada por uma empresa de consultoria. Segundo 87,5% dos entrevistados, a empresa de ônibus oferece serviços de qualidade. Apenas menos de 2% disseram estar insatisfeitos com o valor das passagens.