Viação Garcia aceita reserva online para embarque

embarcar onibus garciaA viação Garcia aderiu na semana passada, o check-in totalmente digital, que permitirá o embarque de passageiros sem apresentação do bilhete impresso nos guichês. Com a novidade, dá para chegar mais tarde para embarcar e fugir das filas na hora de imprimir a passagem. Basta reservar a passagem rodoviária pelo computador ou tablet e apresentar o número da passagem, junto com um documento de identificação com foto. Todas as plataformas de venda de passagens de ônibus pela internet geram um número/código de identificação que ajuda a empresa a identificar a reserva no sistema. É com ele que o usuário poderá viajar de forma mais cômoda e ágil, em qualquer um dos terminais rodoviários operados pela companhia de ônibus de Londrina.

O serviço batizado com o nome de “Check-In Digital – Seu Embarque Fácil” é o primeiro do Brasil há cobrir todas as linhas interestaduais de uma operadora em atividade, mas já está sendo testado por outras empresas do setor. Segundo empresas que administram os maiores terminais rodoviários do país, é ideal chegar pelo menos, 30 minutos antes ao horário marcado para a viagem. “O passageiro poderá diminuir o tempo de espera e chegar a rodoviária minutos antes do embarque”, explica o CEO do site Quero Passagem, Lukasz Gieranczyk. (O Quero Passagem é um site especializado em venda de passagens de ônibus, em parceria com a Garcia e outras empresas. Com ele é possível reservar mais de 3 mil destinos pelo computador, tablet ou smartphone)

Como funciona?
Com o número do voucher e o RG, é só ir até a plataforma de embarque indicada na reserva e apresentar a numeração e o nome completo do passageiro para poder embarcar. Todas as passagens rodoviárias reservadas pela internet são registradas no relatório da viação Garcia, através do número de identificação, do documento do cadastro e do nome do passageiro. Com essas informações, o colaborador da empresa localiza a reserva e libera o embarque.

Expresso Guanabara renova frota para linhas no Ceará

viação Expresso GuanabaraA viação Expresso Guanabara e outras oito empresas de ônibus estão renovando sua frota com ônibus de carroceria Marcopolo para atender passageiros no Estado do Ceará. Os veículos dos modelos Ideale, Paradiso 1200, Senior Turismo, Senior Urbano e Torino foram fabricados pela Marcopolo no final de março e já estão sendo entregues para as auto viações. Em breve, 107 novas unidades estarão em circulação pelas linhas intermunicipais e interestaduais que fazem ligação com a capital do Ceará. Além da viação Expresso Guanabara, as companhias rodoviárias Auto Viação Dragão do Mar, Auto Viação Fortaleza, Auto Viação Metropolitana, Expresso Novo Maranguape Transporte, Maraponga Transportes, Organização Guimaraes, Vega S/A Transporte Urbano e Viação Urbana desembolsaram uma boa quantia financeira para melhorar o serviço rodoviário na região nordeste do Brasil. As novas unidades também serão destinadas ao atendimento do transporte urbano de Fortaleza.

As auto viações que atuam na região nordeste do país estão entre o grupo de operadoras que mais investem na renovação da frota. A maioria das empresas de ônibus possuem programas de melhorias na qualidade dos serviços e no atendimento, garantindo os itens de segurança exigidos por contrato. A expansão na compra de novos coletivos também se dá a necessidade de implantação de aparelhos de climatização dentro dos ônibus urbanos da capital do Ceará. Por lei, os veículos que circulam na cidade são obrigados a estarem equipados com ar-condicionado. A medida obrigou as operadoras a investirem em novas tecnologias para se adequar as exigências, sem comprometer as margens de lucro subsidiadas na venda das passagens de ônibus e nos incentivos oferecidos pelo governo. Com a renovação, os passageiros poderão viajar de ônibus com mais conforto, segurança e bem-estar, em uma das regiões mais quentes do Brasil. Dos 107 ônibus adquiridos pelas empresas, 78 são do modelo Torino, o mais procurado pelas operadoras.

Ônibus Torino
Fabricado pela empresa Marcopolo, é um ônibus utilizado em viagens urbanas. É o primeiro da categoria a utilizar lâmpadas em LED, sendo um dos modelos mais antigos em circulação no Brasil.

Viação Itapemirim é o terror das companhias aéreas

Companhias aéreas estão com medo de perder passageiros.

Companhias aéreas estão com medo de perder passageiros.

Preços mais acessíveis e comodidade no momento da compra, fizeram com que empresas aéreas ligassem suas turbinas para superar as vendas concorridas com auto viações. Um desses exemplos acontece em linhas interestaduais operadas pela viação Itapemirim e Penha. Enquanto as companhias rodoviárias se encarregam de transportar os passageiros por terra, nos ares, a aviação Azul faz de tudo para não passar por turbulências. As linhas oferecidas pelas viações desde 2009 são boas opções para passageiros que querem viajar com economia. Há trechos vendidos por até R$ 10, se a reserva for feita em ônibus do tipo convencional. A vantagem é o que preço é fixo o ano todo e dá para adquirir o serviço através de sites confiáveis pela internet. Os preços das companhias de ônibus só deixam de ser superados pelas aeronaves em pacotes promocionais, quando a reserva é feita com bastante antecedência.

O mecanismo é uma forma que as companhias de avião encontraram sobreviver no mercado. Elas são mais caras, mas ficam mais acessíveis quando se tornam opção número um, em 30 dias antes do dia da viagem. A alternância de preço também é sentida quando se quer comprar passagens aéreas em cima da hora. Nessa ocasião, a lei da oferta e da procura fala mais alto. Um dos pacotes disponibilizados pela companhia Itapemirim leva o passageiro do Rio de Janeiro até a capital do Paraná, por valores que variam de R$ 10 até R$ 106. Para chegar até Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com embarques em São Paulo, a passagem custa R$ 139 no ônibus convencional, com banheiro e ar condicionado. Além de São Paulo e outras capitais, há rotas promocionais com saídas de Campinas, vale a pena conferir.

Passagem online
A viação Itapemirim é a segunda companhia rodoviária que mais venda passagens através do site Quero Passagem. A auto viação “amarelinha” só perde para a viação Cometa. As duas também ficaram entre as empresas que mais comercializaram bilhetes rodoviários no mês de março. Na ocasião, a empresa 1001 superou as recordistas com boa pontuação registrada pelo sistema. A agência de turismo online lançada no Brasil em 2013, tem credenciado de mais de 40 empresas do setor rodoviário.

Viação Catarinense oferece passeio de trem em Curitiba

Viagem de trem em Curitiba.

Viagem de trem em Curitiba.

A viação Catarinense está dando a oportunidade de catarinenses conhecerem os encantos e das delícias do Paraná, através de um divertido e inusitado passeio de trem. Para participar da experiência, basta ir até a rodoviária de Florianópolis, na capital de Santa Catarina e garantir seu pacote, pelo menos 48 antes do passeio. A iniciativa também reserva viagens pela culinária paranaense, em especial nas cidades de Morretes e Antonia. O pacote que pode ser pago em até 6 vezes sem juros, dá direito a uma viagem rodoviária abordo da viação Catarinense entre Florianópolis até Curitiba, mais uma viagem de Trem, partindo da capital com destino a Morretes.

O passeio inclui um delicioso almoço típico com barreado na cidade, por volta das 11h30, mais um tour por Morretes e Antonia, na presença de um guia de turismo especializado. O retorno a capital do Paraná também é feito de ônibus, através da Estrada da Graciosa ou pela BR 277, com previsão de desembarque às 17h30. Com uma hora de descanto, o ônibus da Catarinense parte rumo a Santa Catarina. O passeio tem saída de Florianópolis às 2h15, com chegada prevista às 7 horas, em Curitiba. A viagem de trem parte logo às 8h15 e tem duração de aproximadamente 3 horas.

A viagem de ônibus tanto de ida quanto na volta é feita com veículos do tipo executivo. Quem conseguir lugar no Pacote 1 paga apenas 6 parcelas de R$ 56,81 para viagem de ônibus Executivo com Vagão de Trem Turístico. O mesmo serviço fica um pouco mais caro, no Pacote 2, com parcelas de R$ 61,31 e algumas regalias. O projeto lançado no final do ano passado leva turistas até as ricas tradições culturais e religiosas, em ruas estreitas e cheias de história. O pagamento do pacote só é aceito no guichê da Catarinense, se for em dinheiro, cartão de débito e cartão de crédito das bandeiras Visa, MasterCard, American Express e Diners. Crianças com até 12 anos conseguem um desconto de R$ 44,09 nas parcelas.  O Trem Turístico inclui vagão de classe intermediária, serviço de bordo com uma água ou refrigerante, kit lanche e guia em português. Já o Trem Executivo inclui serviço de bordo com água, refrigerante e cerveja, kit lanche diferenciado e guia bilíngue.

Viação Cometa testa linha interestadual em Jundiaí

Cometa disponibiliza 12 horários de ônibus para São Paulo.

Cometa disponibiliza 12 horários de ônibus para São Paulo.

Vai completar um mês que os moradores dos bairros Eloy Chaves, Medeiros e região, estão testando uma linha de ônibus interestadual da viação Cometa, com destino a São Paulo. Desde a metade do mês passado, a companhia rodoviária disponibilizou 12 horários de ônibus para quem mora em Jundiaí e quer desembarcar na capital paulista. Por enquanto, tudo não passa de uma experiência. Segundo a administração da auto viação, só depois de dois meses de testes é que a empresa poderá avaliar os resultados e decidir se realmente irá manter o serviço no local. Até a expansão chegar, a Cometa já era responsável pelo transporte mensal de pelo menos 120 mil passageiros de Jundiaí até São Paulo.

Agora a intenção é ampliar esse número em 5%. A linha experimental começa a transportar passageiros do Aeroporto de Jundiaí, seguindo para o terminal rodoviário Eloy Chaves, com destino as rodoviárias de São Paulo. O trajeto é mais movimentado no período da manhã, e a tarde para quem faz o percurso ao contrário. Além dos ônibus regulares, a companhia Cometa também oferece 13 carros para o transporte de fretamento entre o município paulista e a capital. O serviço extra instalado na cidade, tem motivos comerciais, já que recentemente, Jundiaí lançou importantes empreendimentos imobiliários para classe média e alta. Com os investimentos no local, outros segmentos relacionamentos ao transporte público também se mexeram para atender a nova demanda.

A Cometa sabe que oferecer apenas uma linhas rodoviária no local não é suficiente para satisfazer a maioria da população. Exigentes, os clientes buscam facilidade e conforto o tempo todo, por isso, a empresa já estuda a integração de novos recursos junto a disponibilidade da viagem rodoviária. As reservas online e o sistema de bilhetagem eletrônica não estão destacados do projeto. Quem depende do serviço rodoviário para viajar com frequência está gostando da novidade. É o caso do aposentado Márcio Cantaga, de 69 anos. Ele mora no bairro há dois anos e diz ser a favor da nova linha da Cometa, justamente por não ter que embarcar em vários ônibus para chegar no destino desejado.

Companhia de ônibus pratica irregulares em embarque de idosos

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

O aposentado Edivaldo Hernandes, de 67 anos, comprovou que nem todas as companhias de ônibus do Brasil estão cumprindo seu dever na hora de garantir a gratuidade aos idosos com mais de 60 anos. Ao tentar embarcar em um dos ônibus interestaduais de uma famosa auto viação, Hernandes que também não recebe mais do que dois salários mínimos no final do mês, teve dificuldades para conseguir o beneficio. Ele é só mais um dos idosos insatisfeitos que reforçam a lista de irregularidades praticadas por empresas de ônibus intermunicipais e interestaduais. Muitas estão desobedecendo à legislação prevista no Estatuto do Idoso, há mais de 10 anos.

Em todo território nacional quem tem mais de 60 anos e recebe até dois salários mínimos tem direito a viajar de graça, mesmo que o embarque seja realizado em um ônibus interestadual. Nesta condição, as auto viações são obrigadas a reservar duas poltronas por veículo para os idosos. Se elas já tiverem sido ocupadas, o beneficiário ainda pode adquirir a passagem rodoviária pela metade do preço praticado nos guichês da rodoviária ou em sites especializados na venda de passagens. A lei apenas exige que, na hora da compra, o idoso apresente um documento de identidade com foto, além de um comprovante de renda. O importante é não se atrasar e chegar ao terminal rodoviário três horas antes do embarque desejado. O tempo é suficiente para garantir a acomodação em uma das duas poltronas livres, porém insuficiente para garantir descontos de 50% na hora de retirar o voucher de embarque.

Nesses casos, é preciso chegar ao terminal rodoviário de seis a 12 horas antes da viagem. Perante a lei, qualquer outra condição imposta pelas empresas rodoviárias que não seja as mesmas apontadas na lei ou no decreto de lei, é caracterizada como ato ilegal. Portanto é importante ficar atento, principalmente se alguma auto viação estiver fazendo imposições para oferecer o benefício e se negar a vender o bilhete no ato, estipulando filas de espera, prazos ou exigências de outras documentações para poder liberar o embarque. Acesse o link http://queropassagem.com.br/blog/saiba-tudo-sobre-as-passagens-gratuitas-para-idosos/ para saber mais sobre o tema.

Viaje para o Sul neste verão com a Viação Catarinense

Litoral de Santa Catarina é boa opção no verão.

Litoral de Santa Catarina é boa opção no verão.

Está esperando o que? Já é hora de arrumar as malas e aproveitar os dias de sol, bem longe do sofá. Quem está nesta “onda” poderá contar com os serviços rodoviários da viação Catarinense se a intenção é economizar na viagem, sem deixar de conhecer os destinos brasileiros mais badalados desse verão. A companhia de ônibus mais antiga em atividade no Brasil é líder na comercialização de passagens entre linhas interestaduais para cidades do estado catarinense e outras localidades do Sul e Sudeste do Brasil. Com ela você pode garantir embarques em vários itinerários, no conforto de uma das frotas mais modernas do país, e o melhor, reservando a poltrona, sem sair de casa, através do site Quero Passagem. Para ajudar você a decidir qual destino escolher neste verão, o blog Auto Viações listou algumas opções muito procuras nesta época do ano. Confira qual cidade se encaixa mais no seu roteiro turístico e boa viagem!

Florianópolis
A capital catarinense é parada obrigatória para quem viaja até o Estado. “Floripa” para os mais chegados, é capaz de encantar turistas de diversas culturas, através da união de suas belezas naturais com o rico patrimônio histórico encontrado nas ruas da cidade. O local reúne lindas praias, lagoas, dunas e trilhas em meio à Mata Atlântica. Florianópolis tem como um de seus cartões de visita, a inconfundível Lagoinha do Leste.

Balneário Camboriú
Localizada no litoral Norte de Santa Catarina, a cidade de Balneário Camboriú é um dos balneários mais visitados do Estado. Conhecida como cidade carioca dos catarinenses, a localidade reúne praias paradisíacas, com excelente infraestrutura hoteleira, comércio forte e muita diversão. Compre sua passagem de ônibus com a viação Catarinense e desembarque nesta viagem ecoturistas e cheia de muitas atrações.

Itapema
Apesar de ser menos conhecida do que as duas cidades citadas, Itapema não perde nada quando o assunto é banhos de praia. O balneário é bastante movimentado no verão, considerado como um dos melhores do litoral Centro-Norte do Brasil. O destaque fica na Meia Praia, local onde é possível experimentar deliciosos frutos do mar, na praia mais extensa da cidade. A infraestrutura do local é composta por muitas pousadas, bares e uma boa rede de hotéis. As praias de Itapema também são prato cheio para banhistas que adoram adrenalina e esportes náuticos, principalmente quando a “prancha” está pronta para uso.

União da viação São Geraldo com Gontijo supera concorrência

Viação Gontijo arca com dívida milionária.

Viação Gontijo arca com dívida milionária.

A união entre a viação São Geraldo e a Gontijo Transportes está desbancando operações rodoviárias de fortes concorrentes, como é o caso da viação Itapemirim. Graças à aquisição feita pelo grupo da Gontijo, conhecida por atuar em linhas interestaduais entre São Paulo e Minas Gerais, além de estar presente em Goiás e na Bahia, colocou as atividades das duas auto viações no topo do ranking das maiores empresas de transporte rodoviário do país. Ambas as empresas estão sediadas em Belo Horizonte, e já possuem importantes conexões entre municípios do estado mineiro com outras paradas pela região sudeste do Brasil. Tida como a maior negociação da década, a incorporação da Cometa pelo Grupo 1001 custou aos investidores mais de R$ 130 milhões, no começo de 2012.

O negócio milionário previa receita líquida de no mínimo R$ 202 milhões. Valor inferior aos números envolvendo a negociação entre as duas companhias de ônibus mineiras. Segundo levantamento divulgado pela revista Transporte Moderno, há mais de 10 anos, a companhia São Geraldo e a viação Gontijo haviam se classificado entre as três maiores empresas do setor no Brasil, ficando apenas atrás da poderosa Itapemirim. Além da máquina de fazer dinheiro, as duas viações também são verdadeiros imãs de transportar passageiros. Em média, ambas levam mais de oito milhões ao seu destino, anualmente. As duas frotas rodoviárias somam mais de dois mil veículos modernos.

De acordo com a norma estipulada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), uma empresa de transporte interestadual não pode operar com mais do que 20% das linhas disponíveis no território nacional. Para se ter uma ideia, só a Itapemirim tem 12,10% de participação no número de passageiros por quilômetro transportado, a frente da São Geraldo com 7,87% e da Gontijo com 6,64%. A “amarelinha” já representava desde 2001, 9,07% de todos os veículos rodoviários em circulação, número inferior se somado com a frota das duas empresas rodoviárias de Minas Gerais. Para poder fechar o negócio, a viação Gontijo teve que arcar com uma dívida de a 44,45% do ativo total, no valor de R$ 303,547 milhões, deixada pela São Geraldo.

Viação Catarinense oferece serviço VIP até desembarque de SP

Ônibus da viação Catarinense são os mais modernos do Brasil.

Ônibus da viação Catarinense são os mais modernos do Brasil.

Mais de cinco linhas interestaduais com origem em cidades de Santa Catarina até São Paulo podem ser feitas abordo de um dos ônibus mais modernos e confortáveis, já vistos no Brasil. Para usufruir do serviço rodoviário de última geração, é preciso reservar as passagens de ônibus da viação Catarinense e seguir viagem em um de seus itinerários até a capital paulista. A auto viação com atuação no sul e sudeste do país, adquiriu recentemente 52 ônibus do tipo Double Decker e diminuiu a idade média da sua frota rodoviária para 2,4 anos. Com o alto investimento, quem comprar os bilhetes rodoviários saindo de Florianópolis, Tijucas, Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí, Piçarras ou Joinville, poderá aproveitar os serviços de bordo e o conforto oferecido pela categoria.

Os ônibus foram comprados para realizar rotas entre as cidades catarinenses e São Paulo, e reúnem uma série de serviços e facilidades como ar-condicionado quente e frio, descansando para os pés, entradas USB nas poltronas, internet Wi-Fi, televisores e muito mais. Todos os modelos possuem dois andares, que separam a classe executiva dos leitos, com banheiro integrado, travesseiros, mantas e kit lanche no serviço de bordo, além de frigobar com água, iluminação individual para leitura e regulagem independente para saída de ar.

Se o desembarque acontecer em Florianópolis, o ônibus da Catarinense também poderá ser contratado, caso a cidade de origem seja São Paulo, Tijucas, Itajaí, Joinville, Balneário Camboriú ou Itapema. Linhas como essas são regulares e estão disponíveis diariamente em sites de venda rodoviária, como o Quero Passagem. Por causa do conforto ideal para quem quer passar a viagem dormindo, a maioria dos horários de ônibus disponíveis é durante a noite e a madrugada. Os embarques mais cedo acontecem a partir das 18h25, para quem parte da capital de Santa Catarina com destino a São Paulo. A exceção fica por conta do trajeto feito de Itapema a Florianópolis, com embarques regulares marcados diariamente às 7h02, 7h27 e 9h52.

Empregados da viação Andorinha fazem protesto no Rio

Expresso Guanabara e outras companhia de ônibus estão investindo em novos veículos para viagens interestaduais.

Funcionários cobram direitos trabalhistas da Andorinha.

Mais de 200 empregados da viação Andorinha cruzaram os braços em protesto contra salários atrasados e outras reivindicações trabalhistas, no dia 3 de outubro, em frente à garagem da empresa rodoviária, localizada em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O grupo impediu a passagem dos veículos no local, logo pela manhã. Até o momento, nenhum ônibus da Andorinha havia circulado na capital carioca, e não havia registros de confusão no local. Sozinha, a viação Andorinha é capaz de integrar pelo menos 15 linhas rodoviárias com atuação em importantes bairros da cidade, como na Zona Oeste e Subúrbio da cidade. As linhas de ônibus onde se concentra o maior número de passageiros são atendidas pela companhia rodoviária nas paradas 391 (Padre Miguel – Carioca), 745 (Bangu – Cascadura), 746 (Jabour – Cascadura), 790 (Campo Grande – Cascadura) e 820 (Campo Grande – Bangu).

Sem saber do ocorrido, o secretário de transportes Alexandre Sansão só ficou sabendo da paralisação depois de ser informado por meio da Rio Ônibus. O sindicato que representa os quatro consórcios, que somam as 43 empresas em circulação na cidade, executou um plano B para minimizar os prejuízos causados pela interrupção das viagens rodoviárias da Andorinha. No dia da parada, como plano emergencial, linhas alternativas foram acionadas para atender a população. O consórcio responsável pelas ações da auto viações admitiu que a empresa não vem passando por um bom momento financeiramente, depois que teve de competir com o transporte rodoviário da Zona Oeste. Mesmo assim, representantes da Andorinha disseram que nenhum funcionário presente foi capaz de esclarecer ao certo, os motivos do protesto.

Os trens que circulam pela Supervia, em intervalos regulares, foram as melhores opções para quem precisou sair da Zona Oeste em direção ao Centro da capital. Há cinco meses, outras três paralisações de companhias rodoviárias prejudicaram a rotina de inúmeros moradores. Na ocasião, a greve chegou a interromper a circulação de 60% da frota municipal. Com atuação do sindicato, apenas 10% do dano causado era controlado. E o pior, dados das concessionárias também mostraram que 700 coletivos foram depredados neste período.