Viação Itapemirim é o terror das companhias aéreas

Companhias aéreas estão com medo de perder passageiros.

Companhias aéreas estão com medo de perder passageiros.

Preços mais acessíveis e comodidade no momento da compra, fizeram com que empresas aéreas ligassem suas turbinas para superar as vendas concorridas com auto viações. Um desses exemplos acontece em linhas interestaduais operadas pela viação Itapemirim e Penha. Enquanto as companhias rodoviárias se encarregam de transportar os passageiros por terra, nos ares, a aviação Azul faz de tudo para não passar por turbulências. As linhas oferecidas pelas viações desde 2009 são boas opções para passageiros que querem viajar com economia. Há trechos vendidos por até R$ 10, se a reserva for feita em ônibus do tipo convencional. A vantagem é o que preço é fixo o ano todo e dá para adquirir o serviço através de sites confiáveis pela internet. Os preços das companhias de ônibus só deixam de ser superados pelas aeronaves em pacotes promocionais, quando a reserva é feita com bastante antecedência.

O mecanismo é uma forma que as companhias de avião encontraram sobreviver no mercado. Elas são mais caras, mas ficam mais acessíveis quando se tornam opção número um, em 30 dias antes do dia da viagem. A alternância de preço também é sentida quando se quer comprar passagens aéreas em cima da hora. Nessa ocasião, a lei da oferta e da procura fala mais alto. Um dos pacotes disponibilizados pela companhia Itapemirim leva o passageiro do Rio de Janeiro até a capital do Paraná, por valores que variam de R$ 10 até R$ 106. Para chegar até Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com embarques em São Paulo, a passagem custa R$ 139 no ônibus convencional, com banheiro e ar condicionado. Além de São Paulo e outras capitais, há rotas promocionais com saídas de Campinas, vale a pena conferir.

Passagem online
A viação Itapemirim é a segunda companhia rodoviária que mais venda passagens através do site Quero Passagem. A auto viação “amarelinha” só perde para a viação Cometa. As duas também ficaram entre as empresas que mais comercializaram bilhetes rodoviários no mês de março. Na ocasião, a empresa 1001 superou as recordistas com boa pontuação registrada pelo sistema. A agência de turismo online lançada no Brasil em 2013, tem credenciado de mais de 40 empresas do setor rodoviário.

Atraso em viagem da viação Itapemirim gera indenização

Viação Itapemirim foi condenado por atraso.

Viação Itapemirim foi condenado por atraso.

A viação Itapemirim foi condenada pela juíza do 7º Juizado Especial Cível de Brasília a pagar a um passageiro valor a título de indenização por danos morais. Segundo consta na sentença, a auto viação teria atrasado mais de cinco horas na chegada ao destino, prejudicando o compromisso que o usuário teria em Belo Horizonte. O passageiro embarcou em um ônibus da Itapemirim do terminal rodoviário de Brasília com destino a capital de Minas Ferais para participar da XXX Edição dos Jogos Acadêmicos de Policiais e Bombeiros Militares do Brasil. Para azar do participante e da própria empresa de ônibus, o veículo apresentou falha mecânica e só desembarcou na rodoviária de Belo Horizonte mais de cinco horas depois do previsto.

Com o atraso, o passageiro não chegou ao evento a tempo e teve sua participação cancelada. Livre para apresentar sua contestação de defesa, em um prazo determinado, a companhia rodoviária Itapemirim, se calou, dando veracidade aos fatos apresentados pelo cliente. Para o juiz, os problemas apresentados na operação do veículo, que ocasionaram no longo atraso até o desembarque programado, frustrou a expectativa do consumidor de obter a prestação de serviço conforme previsão inserta no contrato de transporte. É por isso, que ficou evidenciada a falha na prestação de serviços e o passageiro deverá ser indenizado, segundo artigo 14 do CDC – Código de Defesa do Consumidor. Segundo o artigo, o correto é ressarcir o passageiro pelos prejuízos por ele sofridos.

O processo também se apega no fato de que, conforme foi percebido o problema, durante a viagem rodoviária, há medida em que o atraso ia aumentando, o passageiro passou a sentir ansiedade, angústias, inseguranças, aflição e desconforto que ultrapassam a esfera da normalidade, atingindo os direitos de personalidade do autor, razão pela qual a condenação da requerida a reparar o dano moral por ele sofrido é medida que se impõe. Diante dos fatos, a empresa rodoviária deverá pagar uma boa quantia imposta por lei. Se a moda pegar, essa e outras companhias de ônibus podem ter problemas, já que falhas mecânicas são comuns quando se opera em linhas interestaduais de longa distância.

Auto viações impulsionam mercado de transportes de passageiros

O mercado de transportes de passageiros no país só tende a melhorar. Grandes investimentos externos estão sendo pensados nessa nova abertura no país, impulsionada desde o começo dos anos 2000, tendo empresas de transportes aéreos saindo na frente em oferecer novos destinos, novas aeronaves e demais facilidades para o público, assim como algumas companhias foram se aglutinando e formando fortes grupos, de influências na América Latina e demais países. Com acordos feitos pelas nações também, o mercado de turismo literalmente decolou, inclusive para as auto viações. Essas empresas também se beneficiaram em acordos como o MERCOSUL, nas facilidades no intercâmbio de transportes nos territórios estrangeiros. O cenário entre os meios de transportes também passou a ser mais integrado. Os turistas utilizam aviões para virem de outros países, mas nas cidades em que pousam já sabem que devem comprar suas passagens de ônibus, especialmente em agencias de turismo na internet para facilitar o acesso, e se deslocar até a rodoviária indicada para o embarque. Para este, que não fala com facilidade a língua portuguesa, estará mais seguro e só deverá decifrar visualmente as situações.

A competição disputada pelas transportadoras existe, especial para as companhias rodoviárias que, muitas vezes lançam horários próximos e destinos iguais, ganhando aquele que dispõe de mais conforto e outras com anos de tradição presentes. Na verdade, a pontualidade é a diferença campeã, marca forte dos ônibus rodoviários há mais de 20 anos, posso testemunhar, mudando a história dos transportes coletivos pelas rodovias do Brasil. Viajar por terra ou ar, é a pergunta que cada vez mais as viações a aviações querem responder, potencializando seus serviços para ganhar alguns corredores disputados como entre passagens aéreas e passagens rodoviárias entre São Paulo e Rio de Janeiro ou Curitiba e São Paulo, que a dúvida paira na decisão quando levados em conta tempo de espera, serviços oferecidos antes, durante e após a viagem e os atrasos frequentes em aeroportos.

O ideal seriam ambos os sistemas lutarem para um atrair a atenção para o outro, promoções e descontos pensados para mais participação entre as marcas e sistemas de transportes diferentes. As parcerias deverão aumentar certamente com os acontecimentos futuros, aparecerem novas mídias aumentando o impacto dos grandes nomes nos interiores e outros espaços das companhias, a publicidade e a propaganda atraindo mais novos públicos e o crescente aumento de compra de passagens de ônibus.