Justiça do ES pode decretar falência à viação Itapemirim

viação ItapemirimA Justiça do Espírito Santo deu prazo de dois meses a viação Itapemirim para apresentar um plano de recuperação judicial sobe as dívidas que tem. Fazem parte do processo protocolado no dia 7 de março, as empresas Viação Itapemirim, Transportadora Itapemirim, ITA – Itapemirim Transportes, Imobiliária Bianca, Cola Comercial e Distribuidora e Flecha Turismo Comércio e Indústria. Se a companhia de ônibus mais antiga do Brasil não apresentar o documento dentro do prazo ou tiver reprova do plano por parte de seus credores, o juiz da 13º Vara Cível Especializada Empresarial de Vitória poderá decretar falência da empresa.

O prazo para que os credores possam se manifestar e aprovar o plano é de 180 dias. Segundo a auto viação, o prazo estipulado será suficiente para elaborar o plano de recuperação que a empresa precisa para convencer os credores a seguir com as cobranças em frente. O pedido de recuperação judicial comprova que a empresa fundada por Camilo Cola, em 1953, não tem recursos próprios suficientes para quitar suas dividas, já que o Brasil tanto quanto o modal rodoviário do país estão enfrentando uma crise financeira muito instável para ampliação dos empreendimentos. Já com problemas financeiros, no meio do ano passado a Itapemirim abriu mão de 40% de seus veículos e transferiu pelo menos metade de suas linhas em operação para a companhia de ônibus Kaissara.

Com a fusão aprovada pela ANTT, a companhia Itapemirim deixou de operar em 68 rotas das 118 que tinha direito. Com apenas 50 linhas rodoviárias em atuação, a viação passou a trabalhar com apenas 43% de sua capacidade de venda e operação. Com a queda no volume de passageiros, entre os últimos cinco anos, a companhia Itapemirim não foi capaz de suportar a inflação que encareceu o preço dos pneus, combustível, pedágio e das manutenções periódicas em sua frota. Para o diretor de operações da empresa, a falta de reajuste no preço das viagens de ônibus interestaduais e a expansão das políticas de gratuidades (estudantes, idosos) também prejudicou as finanças de uma das maiores empresas de transporte rodoviário do Brasil.

Viação São Geraldo será extinta e substituída pela Gontijo

Integração - São Geraldo e Gontijo

Integração – São Geraldo e Gontijo

Os ônibus que transportam passageiros com o nome de São Geraldo não serão mais vistos pelas rodovias brasileiras. De acordo com o grupo Gontijo, que administra a companhia rodoviária, a extinção de umas maiores auto viações de Minas Gerais é uma questão de tempo. A intenção é migrar as linhas operadas pela viação São Geraldo para a Gontijo, como manobra para tentar ampliar a estrutura rodoviária, oferecida pelo grupo que detém as duas marcas. A integração ocorrerá gradativamente, sem prejudicar os itinerários e embarques dos passageiros. A mudança só foi confirmada depois que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) concedeu autorização para a operação de incorporação, através de uma publicação da Resolução 4.845. O aval abriu caminho para que o grupo Gontijo tornasse a transação das linhas oficial.

Apesar de ser tradicional em todo o estado mineiro, a viação São Geraldo já vinha operando em formado de parceria com os ônibus da Gontijo. A transferência permite que a razão social da Cia. São Geraldo de Viação passe para Empresa Gontijo de Transportes, migrando todo a corporativo, ativo e passivo, linhas em operação, frota, funcionários e estrutura física. Assim, os trabalhadores da São Geraldo serão transferidos para a nova empresa. Essa foi a solução que o grupo rodoviário encontrou para melhor aproveitar a estrutura e a frota composta pelas empresas administradas. Com a integração, as operações dentem a aumentar, porém, a expectativa é de que os custos sejam minimizados. O grupo também defende mais comodidade ao usuário, que encontrará todos os serviços disponibilizados em uma única auto viação.

A São Geraldo permaneceu sobe o comando da Gontijo desde 2003. De lá pra cá, vários veículos foram transferidos para atender o fluxo rodoviário de ambas as empresas. O problema é que com a crise econômica, os embarques diminuíram e os custos passaram a sobrecarregar as finanças das empresas. É por isso, que além da incorporação, a Gontijo espera aquecer a venda de passagens de ônibus com as festas de final de ano, para equilibrar o prejuízo dos últimos meses. Por enquanto, a viação Nacional, também subsidiaria do grupo, continuará operando normalmente.

Viação Itapemirim vende 40% da frota e se desfaz de 68 linhas

Crise Financeira atinge setor rodoviário.

Crise Financeira atinge setor rodoviário.

A crise financeira está tornando os dias de uma das maiores empresas rodoviárias do Brasil mais difíceis. Com intenção de salvar um pouco do que restou, a auto viação Itapemirim arriscou vender cerca de 40% dos seus ônibus rodoviários, além de abrir mão da operação de mais da metade de suas linhas interestaduais para outra companhia de ônibus, fundada pelo mesmo empresário, em Cachoeiro de Itapemirim. No total, das 118 linhas rodoviárias da “amarelinha”, 68 foram repassadas para a viação Kaissara, ou seja, 57% da fatia de mercado de atuação monopolizado pela Itapemirim, nas últimas décadas. Entre as linhas mais importantes estão os trajetos entre o eixo rodoviário Rio-São Paulo, além de Cachoeiro de Itapemirim ao Rio, e São Paulo a Curitiba.

Com a diminuição na procura pela compra das passagens rodoviárias, as auto viações brasileiras vêm enfrentando muita dificuldade com o aumento nos custos de operação, originados na compra dos pneus, combustível, pedágio e manutenção, enquanto as gratuidades são expandidas e o reajuste no valor dos bilhetes rodoviários não acompanha as despesas. A companhia Kaissara vai operar com 271 ônibus que eram da Itapemirim, além de assumir todas as obrigações trabalhistas de pelo menos mil funcionários que atuavam nas respectivas linhas transferidas. Numa tentativa de salvar a empresa, a fusão com os serviços da empresa Kaissara ajudariam a atrair novos investidores dispostos a creditar em uma nova marca.

Apesar disso, o chefe de operações da empresa rodoviária afirma que no momento as duas empresas trabalharam individualmente, como se fossem concorrentes. Segundo a Itapemirm, a Kaissara ficará integralmente responsável por regular o cumprimento do contrato vigente, respondendo por todo o passado, após a aquisição de parte significativa das 68 linhas rodoviárias. A transportadora ainda afirma que nenhum trabalhador seja prejudicado com a mudança, que é a migração foi pensada para garantir a manutenção de todos os cobradores e motoristas da Itapemirim, que hoje só atenderá 50 rotas rodoviárias. Apesar de afirmar que o número de linhas concedidas à viação parceria representa apenas 40% da frota da Itapemirim, sindicatos acreditam que a mudança chega a impactar em 80% no montante de veículos dispostos pela viação.

Auto Viação de São Paulo concorre licitação em Porto Velho

Licitação ficou interrompida, com ação judicial.

Licitação ficou interrompida, com ação judicial.

A companhia de ônibus Ocimar Comércio de Automóveis, com sede em Taboão da Serra (SP) está disputando a concorrência de contrato emergencial para poder operar no transporte público da capital de Rondônia. A licitação promovida pela prefeitura de Porto Velho prevê um contrato de apenas seis meses que poderá ser prorrogado para mais seis, totalizando o valor de R$ 27 milhões para cuidar do transporte coletivo da cidade. Essa ainda não é a contratação definitiva da nova auto viação que irá integrar o sistema de transporte rodoviário da capital. Além da empresa paulista, a companhia Ideal Locadora de Equipamentos, de Porto Velho também está na disputa. O que chamou a atenção da prefeitura foi que a Ocimar Comércio de Automóveis foi a única viação a se apresentar do primeiro chamamento público realizado pela Secretaria Municipal de Administração (Semad).

Apesar do interesse, a empresa foi desclassifica porque não apresentou o carimbo da Junta Comercial, na hora de se credenciar. A primeira etapa só serve para as empresas apresentarem toda a documentação exigida no edital. A fase seguinte é constituída de visita técnica e apresentação das propostas. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Porto Velho, saí vendedor na disputa quem tiver a frota mais renovada, com boa estrutura, acessibilidade à portadores de deficiência física e outros quesitos. As empresas Três Marias e Rio Madeira, que atendem atualmente a população pararam de circular no dia 24 de abril.

Enquanto vigora o contrato emergencial, a prefeitura deve se mexer para por em prática o novo processo de concessão definitiva que credenciará a nova auto viação de transporte público da cidade. Alegando estarem sendo vítimas de perseguição politicas, as empresas que já atuavam na cidade recorreram ao poder judiciário para pedir suspensão ao decreto que as tirou das ruas. Elas acreditam que tiveram seus contratos interrompidos depois que pediram na Justiça um reajuste no valor das passagens rodoviárias. O processo de escolha para as novas empresas rodoviárias de transporte coletivo chegou a ser interrompido, mas o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) conseguiu um efeito suspensivo para que a licitação continuasse.

Empresas de ônibus invadem a internet em busca de clientes

Reservar passagem online.

Reservar passagem online.

Mais práticas e cômodas, as passagens rodoviárias reservadas pela internet caírem de vez no gosto dos internautas brasileiros. A mudança de comportamento na hora de contratar o serviço com antecedência vem surpreendendo tanto de um tempo pra cá, que nunca se viu tantas auto viações oferecem as reservas pela internet. Apesar de muitas empresas ainda não conhecerem os benefícios de uma integração online, o número de companhias rodoviárias interessadas no mecanismo segue em alta desde o começo deste ano. Se o número manter a mesma média de novas contratações na rede, até o final do ano mais de 60% da empresas autorizadas pela ANTT –  Agência Nacional de Transportes Terrestres, para operar em linhas interestaduais, disponibilizarão no mínimo uma de suas rotas pela internet.

Quem comercializa o serviço está otimista com essa ascensão. É o caso do e-commerce brasileiro Quero Passagem, que iniciou suas atividades no país em setembro de 2013 e de lá pra cá, registra nos últimos três meses, a maior integração rodoviária em seu sistema de reserva online. Só a startup tem mais de 40 auto viações credenciadas, que vendem através do site, boa parte de suas linhas interestaduais, em diferentes itinerários e tipos de ônibus oferecidos. Somando todas as linhas, a Quero Passagem consegue oferecer mais de 3 mil destinos rodoviários pelo Brasil, em uma cobertura de 90% de todo território nacional.

Novos credenciamentos, importantes companhias
Conhecidas por muitos brasileiros, quem chega para compor o tipo de empresas aptas a reserva online, reforça ainda mais as ofertas de preço e serviços em cada roteiro pesquisado. As últimas integrações disponibilizadas por incorporadoras do setor rodoviário compactam os serviços de grandes companhias, como viação Reunidas, Araguarina, Pássaro Verde, Transbrasiliana, Rápido Marajó, Goiânia e Danubio Azul. Apesar das parcerias dependerem do interesse e de um bom investimento financeiro por parte das empresas, a intenção do diretor da Quero Passagem é priorizar o credenciamento de companhias de ônibus que tragam para o grupo, linhas inexploradas e de grande procura da população.

Viação Jundiá vai operar em Peruíbe entre os próximos 10 anos

Companhia é obrigada a operar com veículos novos.

Companhia é obrigada a operar com veículos novos.

Gostando ou não, quem já experimentou os serviços rodoviários da viação Jundiá, nos últimos dois meses, tem uma ideia de como vai funcionar o transporte rodoviário de uma das cidades litorâneas, que compõe a baixada santista. Desde abril deste ano, a companhia rodoviária com sede em Sorocaba – no interior do de São Paulo, vem atuando na cidade, em formato emergencial. A novidade é que a partir do mês que vem, a empresa passará a operar de forma definitiva, até 2025, quando seu contrato acabar. A auto viação venceu a licitação para transportar os passageiros entre linhas municipais, antes operadas pela viação Intersul. O novo contrato de prestação de serviço rodoviário está assustando os moradores, que temem um aumento no valor das passagens rodoviárias. Segundo pronunciamento da prefeitura de Peruíbe, o reajuste é só uma questão de tempo. É provável que o aumento tarifário seja anunciado depois de uma audiência envolvido representantes das partes interessadas. Sem data definida para reunião, quem depende do serviço rodoviário para se deslocar, ainda pode pagar R 1,70 para viajar de ônibus.

Reajuste nas passagens
O novo valor das passagens de ônibus deve acompanhar o aumento no preço dos combustíveis, tal como a inflação e os custos relacionados à nova contratação da empresa licitada. Apesar de ser bastante audacioso, o que a prefeitura quer é por em atividade uma frota composta por ônibus novos. Tarefa que custa muito dinheiro para uma empresa que deverá atuar com mais de 15 veículos rodoviários, além dos ônibus extras. As exigências já poderão ser cobradas pela população, assim que o contrato assinado entrar em vigor.

Viação Intersul
A empresa rodoviária Intersul operava na cidade do litoral paulista, há 10 anos. Após ficar em dívida com algumas cláusulas contratuais, teve o contrato rescindido pela prefeitura, no meio do ano passado. A auto viação foi acusada de não cumprir corretamente os itinerários previstos em contrato, além de se ausentar da manutenção a sua frota rodoviária. Do desligamento da empresa até abril de 2015, quem assumiu as operações foi à viação Estrela Maior.

Brasil Sul compra 50% das ações da viação Garcia

Fusão Operacional é milionária.

Fusão Operacional é milionária.

A companhia de ônibus Brasil Sul Linhas Rodoviárias, com atuação em diversos estados brasileiros, comprou parte do controle acionário da viação Garcia. A negociação foi confirmada há dois meses e deve impactar nos serviços rodoviários disponibilizados pelas duas auto viações, principalmente no estado do Paraná, de onde há o maior número de linhas rodoviárias em atuação. Comandada inicialmente através dos investimentos dos espanhóis Celso Garcia Cid e José Garcia Villar, a companhia Garcia foi comercializada pela primeira vez, em 2010, quando se integrou aos negócios milionários das empresas Ouro Branco e viação Princesa do Ivaí. Ambas são controladas pelo empresário gaúcho, Mário Luft, fundador do grupo Luft, que desembolsou uma quantia de nada mais, nada menos do que R$ 400 milhões para ter em seu grupo, uma das cinco maiores empresas de transporte rodoviário do Brasil.

Apesar da compra ter sido confirmada por ambas as empresas, o valor da transação não ainda não foi divulgado. Considerada uma das empresas mais tradicionais de Londrina, a viação Garcia foi fundada em 1934 e viu a cidade paranaense crescer enquanto a frota sua frota era ampliada e passava a atender diversas localidades do Brasil. Hoje é uma das primeiras companhias em operação em Londrina e Curitiba, ocupando uma cobiçada posição entre mais bem sucedidas auto viações do país. Com a integração, o grupo comandado pela Brasil Sul poderá oferecer rotas rodoviárias entre o Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro, em um hall de linhas interestaduais, com atuação em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Em nota oficial, as companhias de ônibus disseram que a compra inicial foi destinada a 49,9% do controle acionário ao Grupo Brasil Sul. O restante da aquisição ainda deve acontecer assim que as autorizações dos órgãos concedentes das linhas intermunicipais e interestaduais forem liberadas. “A troca de experiências entre as empresas, colocando toda a tradição da Garcia com a modernidade da Brasil Sul, refletirá diretamente na qualidade operacional do serviço prestado ao nosso passageiro”, afirma um dos proprietários. As empresas continuam trabalhando com seus respectivos nomes, apenas operando com a uma fusão operacional.

Viação 1001 oferece ônibus extra em linhas do Rio de Janeiro

Ônibus Extras.

Ônibus Extras.

O feriadão do Rio de Janeiro foi bem aproveitado pela auto viação 1001. Além de ver boa parte de suas passagens rodoviárias, destinadas a embarques da rodoviária Novo Rio, se esgotarem antes da hora, a companhia de ônibus também vendeu mais bilhetes em várias cidades do litoral e da região Serrana do Rio. Só em Nova Friburgo, por onde a auto viação tem várias linhas interestaduais, a rodoviária Sul registrou aumento no fluxo de passageiros, entre os feriados de Tiradentes e São Jorge. No terminal rodoviário da cidade, mais de 2 mil embarques foram registrados pela companhia 1001, entre a sexta e o sábado (18), com destinos a cidade de Rio das Ostras e a capital. Para dar conta desse aumento, a auto viação colocou, no total, 78 veículos em circulação. Cerca de 2,5 mil também utilizaram os serviços da empresa carioca para retornar a rodoviária Sul. Só em Nova Frigurgo, 86 ônibus devem ser vistos na quinta (23), dia em que o estado do Rio de Janeiro comemora o aniversário de São Jorge. A expectativa é que o feriado registre o maior movimento de interessados nas viagens rodoviárias, durante a última semana.

Compras nas Internet
Segundo levantamento feito pelo e-commerce especializado em passagens rodoviárias, o Quero Passagem, o trecho entre Rio de Janeiro e São Paulo foi o mais vendido pela viação 1001, entre os últimos dias. As rotas entre Macaé, Cabo Frio e Búzios são as viagens dentro do Estado com maior procura durante este feriado.

Orientação
Para evitar filas nos terminais rodoviários a orientação é comprar as passagens com antecedência direto do guichê da empresa ou através da internet. Quem for viajar com crianças menores de 12 anos, deve levar a certidão de nascimento ou cópia autenticada do documento para poder embarcar. No Rio, mesmo com a procura intensa pelas passagens, ainda há bilhetes disponíveis para todos os destinos.

Novo Rio
Até o final de semana, mais de 300 mil passageiros devem ser vistos pelas plataformas de embarque e desembarque da rodoviária do Rio de Janeiro.

Retire o bilhete rodoviário no autoatendimento da viação Cometa

Compre suas passagens de ônibus sem sair de casa.

Compre suas passagens de ônibus sem sair de casa.

Sem fila, atraso ou imprevistos. Aproveitar os recursos tecnológicos disponibilizados por uma das maiores auto viações do Brasil promete facilitar a vida de quem está com o próximo embarque rodoviário marcado na agenda. O serviço de reserva pode ser feito inteiramente através de programas de computador, desde a escolha da poltrona e do itinerário, até a retirada do voucher de embarque. Basta ir até o site da empresa ou acessar a página eletrônica de uma agência de turismo para conferir os melhores preços e reservar a passagem, sem sair de casa. Assim como a viação Cometa, que atende rotas entre as regiões Sul e Sudeste do Brasil, muitas empresas do setor já estão integradas na internet. Só no e-commerce especializado em passagens rodoviárias, o Quero Passagem, mais de 40 auto viações estão credenciadas. É uma oportunidade de oferecer as rotas diretamente aos usuários que utilizam o computador, tablete ou celular, com conexão na web.

O serviço pode ser parcelado em cartões de crédito ou débito e é automaticamente finalizado através da confirmação de compra enviada no e-mail do internauta. O documento é dispensável para o passageiro que for retirar o bilhete direto no guichê da auto viação contratada. No momento da compra é preciso apresentar um documento com foto como forma de identificação. Quem ainda não está disposto a se dirigir até o guichê pode utilizar uns dos totens de autoatendimento espalhados nos terminais rodoviários, caso a companhia escolhida for a Cometa. A empresa rodoviária está investindo no recurso eletrônico para agilizar o processo de compra de seus clientes, além de reduzir o tempo de espera dos passageiros, antes do embarque.

Para aproveitar essa comodidade, é preciso localizar a sequencia numérica informada na confirmação de compra. O número é identificado na confirmação de compra como código localizador. Ele deve ser digitado no painel do totem.  O sistema localiza a reserva automaticamente para que o cliente possa verificar se todas as informações estão corretas. Antes de finalizar o processo é preciso informar o número de reserva do bilhete. Daí é só aguardar o aparelho liberar a passagem de ônibus automaticamente.

Parceria da Quero Passagem beneficia viagens ao Sul do Brasil

Sul e Sudeste do Brasil.

Sul e Sudeste do Brasil.

O site especializado na venda de passagens de ônibus pela internet, Quero Passagem, acaba de firmar uma importante parceria com a viação Reunidas. A incorporação já é o sexto credenciamento promovido pelo e-commerce em um período de pouco mais de 30 dias. Juntas, as empresas oferecem ao usuário mais de 3 mil opções de destinos rodoviários pelo país, ampliando as chances de se comparar preços e serviços disponibilizados pelo mesmo itinerário. A mais recente parceria deve beneficiar quem viaja até municípios dos estados sulistas, como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Os trechos mais acessados concorrerão com empresas conhecidas, como viação 1001, Catarinense, Cometa e Princesa dos Campos (todas com credenciamento no Quero Passagem). Além de melhorar a conveniência dos usuários, a última integração também facilitará as viagens rodoviárias de longa distância. Dependendo da rota escolhida, quem optar pelas passagens rodoviárias comercializadas pela Reunidas deixará de fazer conexões rodoviárias para chegar ao destino escolhido, representando mais economia de tempo e dinheiro.

Viação Reunidas
A auto viação fundada em 1949 é uma das empresas do setor com maior frota do Brasil. Atualmente opera com mais de 700 veículos e 3 mil colaboradores que atuam em 800 pontos de atendimento pelo Brasil. Além de oferecer ônibus confortáveis para viagens até a região Sul e Sudeste, a Reunidas é uma boa opção para transporte rodoviário até o Centro-Oeste. A empresa rodoviária pertencente ao grupo Reunidas, do qual integra quatro empresas de transporte, também oferece viagens de ônibus para a Argentina. Sozinha, a auto viação é capaz de operar em 1300 rotas. No site o usuário pode encontrar passagens de ônibus de Campinas a Curitiba, Florianópolis a Balneário Camboriú, Lages a Florianópolis, Blumenau a Itapema, Tijucas a Tijuquinhas, entre outros.

Auto Viações
Com a nova parceria, a Quero Passagem já ultrapassou a marca de 45 empresas rodoviárias credenciadas em seu buscador. O objetivo é priorizar a incorporação de companhias que ofereçam trechos indisponíveis no sistema. Atualmente é possível reservas as passagens rodoviárias das companhias: 1001, Águia Branca, Andorinha, Bragança, Brasil Sul, Brisa, Catarinense, Cometa, Costa Verde, Expresso Araguari, Expresso brasileiro, Expresso do Sul, Expresso Luxo, Garcia, Gardênia, Guanabara, Itapemirim, Lopes Sul, Macaense, Motta, Nacional  Expresso, Nasser, Ouro Branco, Pássaro Verde, Penha, Planalto, Pluma, Princesa do Ivaí, Princesa dos Campos, Progresso, Rápido Federal, Rápido Ribeirão, Real Expresso, Rotas do Triângulo, Salutaris, Santa Cruz, Setelagoano, Transbrasiliana, Transcontinental, Util, Viação Cantelle, Viação Estrela, Viação Fretcar, Viação Sampaio, Viação Rápido Marajó e Reunidas.