Rio Grande do Sul copia voos e incentiva leitura nos ônibus

 

Mais leitura ônibus rodoviários

O Rio Grande do Sul pretender apostar na mesma estratégia dos voos brasileiros para incentivar os passageiros de ônibus do interior do Estado a se habituarem à leitura. Como já é comum de se ver nas viagens aéreas, ler e aproveitar o tempo da viagem como hora extra para dar aquela espiadinha nos assuntos mais comentados da semana e até mesmo gastar algumas páginas de um bom livro é algo que deve ser comum no Sul do Brasil. A ideia do governo é tornar os percursos mais atrativos e proveitosos. Segundo informações do Governo do Rio Grande do Sul a mudança só ocorrerá inicialmente nos expressos intermunicipais e já começa ser testada no segundo semestre de 2013. A partir da data os passageiros podem optar pela leitura durante as viagens.

O projeto tem o nome de Prosa na Estrada e foi oficialmente apresentado no dia 24 de junho, às 15h30, em frente ao Palácio Piratini, na sede do Governo, em Porto Alegre. A reunião foi marcada pela presença do atual governador Tarso Genro, do secretário de Estado da Cultura, Luiz Antônio de Assis Brasil e convidados. A intenção de Tarso e do secretário é disponibilizar folhetos contendo textos literários de pelo menos 30 autores renomados. Do total, 23 nomes serão escolhidos por edital, o restante será destinado apenas para obras de autores já falecidos e já foram escolhidos. Entre eles estão trechos de alguns sucessos da literatura escritos por Moacyr Scliar; Sérgio Jockyman; Caio Fernando Abreu; Cyro Martins; João Simões Lopes Neto; Vera Karam e Carlos Carvalho.

O programa Prosa na Estrada voltado ao transporte público foi fornecido às companhias de ônibus contempladas através de um concurso promovido pelo IEL – Instituto Estadual do Livro, em parcerias com o Daer – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem e a Ages – Associação Gaúcha de Escritores. Outros órgãos como a Companhia Rio-Grandense de Artes Gráficas e a Celulose Rio-Grandense estiveram envolvidos no projeto. No total 50 mil cópias deverão ser distribuídas para atender cerca de 100 mil passageiros que utilizam os serviços nos coletivos de viagens e interligam as cidades do Sul do país.