Cometa Viagens vê China construir ônibus elétrico nos EUA

 Grande produção ônibus rodoviários

A Cometa Viagens, uma das mais antigas e populares companhias de viação do Brasil está acompanhando o mercado internacional das principais montadoras e observando a evolução na tecnologia dos ônibus para preservar os recursos naturais do planeta. Uma das grandes evoluções vistas pelas empresas aqui no país é a nova linha da companhia chinesa BYD. O modelo deste ônibus milionário é completamente movido a eletricidade e não polui o ar. A China esta desenvolvendo o BYD especialmente para ser utilizado no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Este é o primeiro contato entre o console e os passageiros, mais a produção não deve parar por aqui. Pelo que estimam, deverá ser produzido cerca de mil ônibus todos os anos, por pelo menos duas décadas.

Long Beach vai receber dez dessas primeiras unidades ainda em 2014. Os próximos 50 veículos chineses serão entregues a uma base no deserto de Mojave. A BYD Motors possui duas bases instaladas nos Estados Unidos. Uma apenas para realizar as montagens dos expressos, localizada na Califórnia, e outra para fabricação de baterias de fosfato de ferro, responsável pelo armazenamento da energia elétrica que move os veículos, na região leste de Los Angeles. Para construir as fábricas em terreno americano a montadora chinesa gastou aproximadamente US$ 10 milhões. Os valores para se ter um desses veículos pode variar de US$ 100 mil até US$ 200 mil, porém o retorno é rápido e garantido.

As três potentes baterias movimentam os coletivos de viagens por até 250 quilômetros consumindo o ar condicionado a jornada inteira sem descarregar parte da carga. A montadora BYD também pensa em gerar empregos nos Estados Unidos para acelerar o processo de produção dos exemplares elétricos. Não é apenas na Califórnia que a montadora esta presente. Desde 1995 quando fui fundada está em processo de expansão, passando por Hong Kong, Taiwan, Índia, Coréia do Sul, Japão e países europeus. No total, mais de 150 mil pessoas estão trabalhando na empresa da China. Segundo informações, essa auto frotas está sondando a possibilidade de se instalar uma base no Brasil, e participar do mercado rodoviário sul-americano.