Ônibus da viação Colitur tomba em Paraty e deixa 15 mortos

Paraty recebe diversos turistas brasileiros.

Paraty recebe diversos turistas brasileiros.

Pelo menos quinze pessoas morreram e outras 50 ficaram feridas após um ônibus da Viação Colitur tombar em Paraty, no município da Costa Verde do Estado do Rio de Janeiro, por volta das 12h, do domingo (6). As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Municipal São Pedro de Alcântara, Hospital de Praia Brava e até a Santa Casa de Ubatuba, no litoral de São Paulo. Até informações apuradas no domingo à noite, cinco feridos se encontravam em estado grave. Os corpos dos mortos foram levados para o Instituto Médico Legal de Angra dos Reis, cidade vizinha à Paraty. Entre os corpos, 11 eram mulheres e quatro eram homens.

Mais de 80 passageiros estavam acomodados quando aconteceu o acidente. Boa parte dos turistas aproveitou o feriado prolongado para ir até a praia de Trindade, a uma distancia de apenas 30 km do terminal rodoviário de Paraty. O trajeto até a praia tem duração de 50 minutos e é ligado pelo Morro do Deus Me Livre – um trecho sinuoso e de descida, antes de chegar a uma estradinha que liga Trindade à rodovia Rio-Santos, a 24 km do centro da cidade. Foi justamente neste ponto que aconteceu a tragédia. A causa do acidente deve ser investigada. A Polícia Civil trabalha com a suspeita de que o ônibus tenha sofrido uma falha mecânica, mas só o laudo da perícia apontará o verdadeiro motivo. Alguns passageiros relataram que o condutor do veículo não conseguiu frear. O motorista sobreviveu e deverá ser interrogado. Os hospitais da região pedem à população de Paraty para colaborarem com a doação de sangue.

Superlotação
A 167ª Delegacia de Polícia (DP), em Paraty, instaurou inquérito para apurar as causas do acidente, porém já trabalha com a hipótese de que houvesse superlotação. A polícia de Angra dos Reis afirma que o veículo tinha capacidade máxima para transportar apenas 45 passageiros, mas acomodou 82 pessoas na última viagem. Por conta disso, muitos passageiros viajavam em pé, no momento do acidente. Informações do jornal Folha de São Paulo apontam que o ônibus da companhia já havia multado duas vezes por viajar acima da velocidade permitida, na região do acidente.

Ônibus do Rio investem em tecnologia para garantir segurança

GPS

GPS

Empresas de transporte rodoviário que circulam nos bairros da capital carioca estão investindo em tecnologia de ponta para tornar as viagens rodoviárias mais seguras. Com a inovação, os veículos deixarão se ser alvo fácil dos bandidos e assim, o índice de assaltos deverá diminuir. Os ônibus estão sendo reforçados com um eficiente sistema de câmeras e monitoramento via GPS. Todos os veículos também terão um cofre inviolável (para guardar pequenas quantias em dinheiro pagas para passagens rodoviárias), já que o sistema de bilhetagem eletrônica é outro recurso utilizado para reduzir o manuseio de dinheiro dentro dos coletivos. As câmeras de última geração instaladas no interior do veículo não deixam nenhum indivíduo impune, gerando imagem de grande definição.

O rastreamento dos veículos por meio do GPS também ajuda reforçar a segurança dos passageiros, durante toda a viagem. Graças à tecnologia, é possível ter acesso a todas as informações sobre a rota percorrida pelos coletivos. Os dados serão monitorados por um operador que deve acionar a polícia assim que o veículo desviar da rota ou apresentar qualquer anomalia no trajeto. A tecnologia no processo de compra das passagens de ônibus é outro ponto favorável na segurança do sistema de transporte público das capitais. No Rio de Janeiro, a maior parte dos veículos que circula pela cidade já aderiu ao bilhete eletrônico, que dispensa o pagamento do bilhete na hora do embarque.

Segundo especialistas em segurança pública, quanto maior for o investimento em tecnologia para diminuir o uso de dinheiro dentro dos ônibus, menor será o índice de furtos e assaltos cometidos dentro dos veículos. Os passageiros de ônibus do Rio de Janeiro recarregam os bilhetes através do sistema RioCard. A boa notícia é que no Rio, a compra das passagens com dinheiro é bem inferior aos embarques com bilhete eletrônico. A tendência é que no futuro, não se aceite mais o dinheiro para viajar de ônibus. Além de seguras, as recargas eletrônicas são mais práticas. O pouco que é pago em dinheiro vai para o cobre que só a central tem acesso. Motoristas também são orientados a viajarem com o mínimo de dinheiro possível, além de transportá-los no cobre, para reduzir a circulação da moeda, e tornar os veículos menos atrativos aos criminosos.

Auto Viação de São Paulo concorre licitação em Porto Velho

Licitação ficou interrompida, com ação judicial.

Licitação ficou interrompida, com ação judicial.

A companhia de ônibus Ocimar Comércio de Automóveis, com sede em Taboão da Serra (SP) está disputando a concorrência de contrato emergencial para poder operar no transporte público da capital de Rondônia. A licitação promovida pela prefeitura de Porto Velho prevê um contrato de apenas seis meses que poderá ser prorrogado para mais seis, totalizando o valor de R$ 27 milhões para cuidar do transporte coletivo da cidade. Essa ainda não é a contratação definitiva da nova auto viação que irá integrar o sistema de transporte rodoviário da capital. Além da empresa paulista, a companhia Ideal Locadora de Equipamentos, de Porto Velho também está na disputa. O que chamou a atenção da prefeitura foi que a Ocimar Comércio de Automóveis foi a única viação a se apresentar do primeiro chamamento público realizado pela Secretaria Municipal de Administração (Semad).

Apesar do interesse, a empresa foi desclassifica porque não apresentou o carimbo da Junta Comercial, na hora de se credenciar. A primeira etapa só serve para as empresas apresentarem toda a documentação exigida no edital. A fase seguinte é constituída de visita técnica e apresentação das propostas. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Porto Velho, saí vendedor na disputa quem tiver a frota mais renovada, com boa estrutura, acessibilidade à portadores de deficiência física e outros quesitos. As empresas Três Marias e Rio Madeira, que atendem atualmente a população pararam de circular no dia 24 de abril.

Enquanto vigora o contrato emergencial, a prefeitura deve se mexer para por em prática o novo processo de concessão definitiva que credenciará a nova auto viação de transporte público da cidade. Alegando estarem sendo vítimas de perseguição politicas, as empresas que já atuavam na cidade recorreram ao poder judiciário para pedir suspensão ao decreto que as tirou das ruas. Elas acreditam que tiveram seus contratos interrompidos depois que pediram na Justiça um reajuste no valor das passagens rodoviárias. O processo de escolha para as novas empresas rodoviárias de transporte coletivo chegou a ser interrompido, mas o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) conseguiu um efeito suspensivo para que a licitação continuasse.

Empresas de ônibus invadem a internet em busca de clientes

Reservar passagem online.

Reservar passagem online.

Mais práticas e cômodas, as passagens rodoviárias reservadas pela internet caírem de vez no gosto dos internautas brasileiros. A mudança de comportamento na hora de contratar o serviço com antecedência vem surpreendendo tanto de um tempo pra cá, que nunca se viu tantas auto viações oferecem as reservas pela internet. Apesar de muitas empresas ainda não conhecerem os benefícios de uma integração online, o número de companhias rodoviárias interessadas no mecanismo segue em alta desde o começo deste ano. Se o número manter a mesma média de novas contratações na rede, até o final do ano mais de 60% da empresas autorizadas pela ANTT –  Agência Nacional de Transportes Terrestres, para operar em linhas interestaduais, disponibilizarão no mínimo uma de suas rotas pela internet.

Quem comercializa o serviço está otimista com essa ascensão. É o caso do e-commerce brasileiro Quero Passagem, que iniciou suas atividades no país em setembro de 2013 e de lá pra cá, registra nos últimos três meses, a maior integração rodoviária em seu sistema de reserva online. Só a startup tem mais de 40 auto viações credenciadas, que vendem através do site, boa parte de suas linhas interestaduais, em diferentes itinerários e tipos de ônibus oferecidos. Somando todas as linhas, a Quero Passagem consegue oferecer mais de 3 mil destinos rodoviários pelo Brasil, em uma cobertura de 90% de todo território nacional.

Novos credenciamentos, importantes companhias
Conhecidas por muitos brasileiros, quem chega para compor o tipo de empresas aptas a reserva online, reforça ainda mais as ofertas de preço e serviços em cada roteiro pesquisado. As últimas integrações disponibilizadas por incorporadoras do setor rodoviário compactam os serviços de grandes companhias, como viação Reunidas, Araguarina, Pássaro Verde, Transbrasiliana, Rápido Marajó, Goiânia e Danubio Azul. Apesar das parcerias dependerem do interesse e de um bom investimento financeiro por parte das empresas, a intenção do diretor da Quero Passagem é priorizar o credenciamento de companhias de ônibus que tragam para o grupo, linhas inexploradas e de grande procura da população.

Integração da Quero Passagem completa rotas de Florianópolis

Compre passagens de ônibus de Florianópolis para Brasília.

Compre passagens de ônibus de Florianópolis para Brasília.

Além da viação Catarinense, quem não dispensa uma boa companhia rodoviária para sair da capital catarinense pode contar com o serviço de diversas empresas credenciadas pelo site Quero Passagem. O e-commerce com mais de um ano de atuação no Brasil, ultrapassou a marca de 45 auto viações parceiras. Juntas, as empresas correspondem a mais de 80% das rotas interestaduais do país, em mais de 3 mil destinos por todos os Estados brasileiros. Só em Florianópolis, grandes conhecidas dos usuários como a viação Real Expresso e Itapemirim, passarão a dividir suas ofertas com empresas do grupo da Transbrasiliana, a mesma que gera as operações da viação Rápido Marajó e de outras empresas, com forte atuação entre Goiás e o Distrito Federal. A companhia de ônibus é uma das últimas a se integrar ao sistema de passagens rodoviárias da Quero Passagem, que adquiriu só neste ano, mais de 10 parcerias no setor.

Com o credenciamento em alta, a agência digital é capaz de oferecer o melhor destino para seus clientes, ampliando as ofertas de preços e serviços, nos trechos pesquisados. Para o CEO da empresa, Lukasz Gieranczyk o objetivo é tornar a ferramenta mais prática e conveniente para viajantes de ônibus.  O recurso também está disponível nas versões inglês e espanhol e pode ser acessado através de qualquer dispositivo móvel, ligado à internet. A expectativa para o primeiro semestre deste ano é integrar companhias rodoviárias que oferecem destinos que atualmente só estão disponíveis no terminal rodoviário, além de testar o serviço em outros países que utilizam bastante o ônibus como veículo de passeio.

O grupo de empresas formadas pelas viações 1001, Águia Branca, Andorinha, Bragança, Brasil Sul, Brisa, Catarinense, Cometa, Costa Verde, Expresso Araguari, Expresso brasileiro, Expresso do Sul, Expresso Luxo, Garcia, Gardênia, Guanabara, Itapemirim, Lopes Sul, Macaense, Motta, Nacional  Expresso, Nasser, Ouro Branco, Pássaro Verde, Penha, Planalto, Pluma, Princesa do Ivaí, Princesa dos Campos, Progresso, Rápido Federal, Rápido Ribeirão, Real Expresso, Rotas do Triângulo, Salutaris, Santa Cruz, Setelagoano, Transbrasiliana, Transcontinental, Util, Viação Cantelle, Viação Estrela, Viação Fretcar, Viação Sampaio e Viação Rápido Marajó, é considerado o mais reconhecido no cenário rodoviário atual.

Companhia de ônibus pratica irregulares em embarque de idosos

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

O aposentado Edivaldo Hernandes, de 67 anos, comprovou que nem todas as companhias de ônibus do Brasil estão cumprindo seu dever na hora de garantir a gratuidade aos idosos com mais de 60 anos. Ao tentar embarcar em um dos ônibus interestaduais de uma famosa auto viação, Hernandes que também não recebe mais do que dois salários mínimos no final do mês, teve dificuldades para conseguir o beneficio. Ele é só mais um dos idosos insatisfeitos que reforçam a lista de irregularidades praticadas por empresas de ônibus intermunicipais e interestaduais. Muitas estão desobedecendo à legislação prevista no Estatuto do Idoso, há mais de 10 anos.

Em todo território nacional quem tem mais de 60 anos e recebe até dois salários mínimos tem direito a viajar de graça, mesmo que o embarque seja realizado em um ônibus interestadual. Nesta condição, as auto viações são obrigadas a reservar duas poltronas por veículo para os idosos. Se elas já tiverem sido ocupadas, o beneficiário ainda pode adquirir a passagem rodoviária pela metade do preço praticado nos guichês da rodoviária ou em sites especializados na venda de passagens. A lei apenas exige que, na hora da compra, o idoso apresente um documento de identidade com foto, além de um comprovante de renda. O importante é não se atrasar e chegar ao terminal rodoviário três horas antes do embarque desejado. O tempo é suficiente para garantir a acomodação em uma das duas poltronas livres, porém insuficiente para garantir descontos de 50% na hora de retirar o voucher de embarque.

Nesses casos, é preciso chegar ao terminal rodoviário de seis a 12 horas antes da viagem. Perante a lei, qualquer outra condição imposta pelas empresas rodoviárias que não seja as mesmas apontadas na lei ou no decreto de lei, é caracterizada como ato ilegal. Portanto é importante ficar atento, principalmente se alguma auto viação estiver fazendo imposições para oferecer o benefício e se negar a vender o bilhete no ato, estipulando filas de espera, prazos ou exigências de outras documentações para poder liberar o embarque. Acesse o link http://queropassagem.com.br/blog/saiba-tudo-sobre-as-passagens-gratuitas-para-idosos/ para saber mais sobre o tema.

Compra da viação Garcia pela Brasil Sul completa dez meses

Auto viação está entre as cinco maiores do Brasil.

Auto viação está entre as cinco maiores do Brasil.

Completa na semana que vem, dez meses que a viação Garcia deixou de ser do empresário do Rio Grande do Sul, Mário Luft, fundador do grupo Luft. No dia 20 de fevereiro, a empresa Brasil Sul Linhas Rodoviárias adquiriu 50% dos direitos econômicos da auto viação, com sede em Londrina, no Paraná. A fusão oficializada no final do mês de fevereiro, uniu ao grupo da Brasil Sul, uma das cinco maiores companhias rodoviárias do Brasil. A viação Garcia, apostada pelos empresários espanhóis Celso Garcia Cid e José Garcia Villar, na década de 30, já pertencia a outro importante grupo de empresas do setor. Há quatro anos, a companhia de ônibus chegou a ser vendida pelo valor de R$ 400 milhões – a transação centralizava as ações da empresa paranaense ao lado das companhias Ouro Branco e Princesa do Ivaí, ambas com forte atuação no Paraná.

De acordo com as informações divulgadas em nota oficial, a Brasil Sul comprou metade do controle acionário da companhia Garcia. O grupo de investidores adquiriu o montante que faltava, depois dos órgãos responsáveis pelas concessões das linhas intermunicipais e interestaduais, darem as autorizações formais de compra, ao grupo. Mesmo com a fusão, as companhias permaneceram com os mesmos nomes operacionais, integrando o grupo, agora chamado de Grupo Garcia Brasil Sul. Para os novos proprietários, a troca de experiências entre as empresas, colocando toda a tradição da Garcia com a modernidade da Brasil Sul, já está refletindo na qualidade operacional do serviço prestado aos passageiros da região.

Atualmente, a Garcia ostenta uma das cinco vagas entre as cinco maiores auto viações do Brasil, oferecendo rotas rodoviárias entre o Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Sua parceria de fusão, a Brasil Sul, também tem sede em Londrina, atuando com imponência no estado do Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Segundo especialistas, a companhia integra o grupo rodoviário que mais cresce no país, investindo na renovação de suas frotas e composição de grandes transportadoras para liderar as linhas interestaduais no Sul e Sudeste do Brasil.

 

Viação Catarinense oferece serviço VIP até desembarque de SP

Ônibus da viação Catarinense são os mais modernos do Brasil.

Ônibus da viação Catarinense são os mais modernos do Brasil.

Mais de cinco linhas interestaduais com origem em cidades de Santa Catarina até São Paulo podem ser feitas abordo de um dos ônibus mais modernos e confortáveis, já vistos no Brasil. Para usufruir do serviço rodoviário de última geração, é preciso reservar as passagens de ônibus da viação Catarinense e seguir viagem em um de seus itinerários até a capital paulista. A auto viação com atuação no sul e sudeste do país, adquiriu recentemente 52 ônibus do tipo Double Decker e diminuiu a idade média da sua frota rodoviária para 2,4 anos. Com o alto investimento, quem comprar os bilhetes rodoviários saindo de Florianópolis, Tijucas, Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí, Piçarras ou Joinville, poderá aproveitar os serviços de bordo e o conforto oferecido pela categoria.

Os ônibus foram comprados para realizar rotas entre as cidades catarinenses e São Paulo, e reúnem uma série de serviços e facilidades como ar-condicionado quente e frio, descansando para os pés, entradas USB nas poltronas, internet Wi-Fi, televisores e muito mais. Todos os modelos possuem dois andares, que separam a classe executiva dos leitos, com banheiro integrado, travesseiros, mantas e kit lanche no serviço de bordo, além de frigobar com água, iluminação individual para leitura e regulagem independente para saída de ar.

Se o desembarque acontecer em Florianópolis, o ônibus da Catarinense também poderá ser contratado, caso a cidade de origem seja São Paulo, Tijucas, Itajaí, Joinville, Balneário Camboriú ou Itapema. Linhas como essas são regulares e estão disponíveis diariamente em sites de venda rodoviária, como o Quero Passagem. Por causa do conforto ideal para quem quer passar a viagem dormindo, a maioria dos horários de ônibus disponíveis é durante a noite e a madrugada. Os embarques mais cedo acontecem a partir das 18h25, para quem parte da capital de Santa Catarina com destino a São Paulo. A exceção fica por conta do trajeto feito de Itapema a Florianópolis, com embarques regulares marcados diariamente às 7h02, 7h27 e 9h52.

Viação Cometa tem frota ampliada depois da Copa do Mundo

Viação Cometa reforça frota na Copa do Mundo.

Viação Cometa reforça frota na Copa do Mundo.

Quem já comprou as passagens rodoviárias com a viação Cometa depois da Copa do Mundo, certamente não teve problemas para embarcar em veículos novos. Depois que o torneio futebolístico terminou, pelo menos 1 mil ônibus regulares ficaram a disposição de linhas interestaduais operadas pela companhia rodoviária. A frota que tem atuação em 200 municípios brasileiros está renovada e tem tecnologia com internet sem fio, sendo este um de seus diferenciais. Só no trajeto que liga as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, a auto viação registrou fluxo de 25% a mais do movimento normal, durante as partidas da Copa disputada no Brasil. Para as viagens até Belo Horizonte, a companhia Cometa operou com 20% a mais de sua capacidade de circulação.

Na capital do Paraná, as viagens interestaduais também ganharam ônibus extras para dar conta da grande demanda de passageiros. Além do aumento no número de veículos rodoviários, a companhia de ônibus também ampliou seus horários de ônibus durante todo o Mundial realizado pela Fifa. Como tem forte atuação no interior do Estado de São Paulo, a viação Cometa também intensificou as viagens rodoviárias para cidades onde 15 seleções estiveram hospedadas, como foi o caso de Ribeirão Preto, Campinas, Santos e Itu – todas tinham Centros de Treinamentos padrão Fifa. Aliadas pelo mesmo grupo de investidores, a Cometa e a viação Expresso do Sul, somaram forças para transportar todos os torcedores com segurança e conforto, em quatro cidades-sede atendidas por ambas as empresas.

rodoviária Tietê ganhou uma sala VIP da Cometa para facilitar a compra de passagens de ônibus, além dos guichês das companhias que foram instalados em locais próximos aos terminais de embarque. Entre diversas novidades, os aplicativos para versões em dispositivos móveis, e totens informatizados que emitem o voucher para quem reservou os bilhetes na internet, ditaram o ritmo da compra rodoviária durante o período em que o mundo esteve voltado para o nosso país. A viação Cometa também tem vários tipos de ônibus que oferecem a seus passageiros internet Wi-Fi e poltronas reclináveis.

Atraso em viagem da viação Itapemirim gera indenização

Viação Itapemirim foi condenado por atraso.

Viação Itapemirim foi condenado por atraso.

A viação Itapemirim foi condenada pela juíza do 7º Juizado Especial Cível de Brasília a pagar a um passageiro valor a título de indenização por danos morais. Segundo consta na sentença, a auto viação teria atrasado mais de cinco horas na chegada ao destino, prejudicando o compromisso que o usuário teria em Belo Horizonte. O passageiro embarcou em um ônibus da Itapemirim do terminal rodoviário de Brasília com destino a capital de Minas Ferais para participar da XXX Edição dos Jogos Acadêmicos de Policiais e Bombeiros Militares do Brasil. Para azar do participante e da própria empresa de ônibus, o veículo apresentou falha mecânica e só desembarcou na rodoviária de Belo Horizonte mais de cinco horas depois do previsto.

Com o atraso, o passageiro não chegou ao evento a tempo e teve sua participação cancelada. Livre para apresentar sua contestação de defesa, em um prazo determinado, a companhia rodoviária Itapemirim, se calou, dando veracidade aos fatos apresentados pelo cliente. Para o juiz, os problemas apresentados na operação do veículo, que ocasionaram no longo atraso até o desembarque programado, frustrou a expectativa do consumidor de obter a prestação de serviço conforme previsão inserta no contrato de transporte. É por isso, que ficou evidenciada a falha na prestação de serviços e o passageiro deverá ser indenizado, segundo artigo 14 do CDC – Código de Defesa do Consumidor. Segundo o artigo, o correto é ressarcir o passageiro pelos prejuízos por ele sofridos.

O processo também se apega no fato de que, conforme foi percebido o problema, durante a viagem rodoviária, há medida em que o atraso ia aumentando, o passageiro passou a sentir ansiedade, angústias, inseguranças, aflição e desconforto que ultrapassam a esfera da normalidade, atingindo os direitos de personalidade do autor, razão pela qual a condenação da requerida a reparar o dano moral por ele sofrido é medida que se impõe. Diante dos fatos, a empresa rodoviária deverá pagar uma boa quantia imposta por lei. Se a moda pegar, essa e outras companhias de ônibus podem ter problemas, já que falhas mecânicas são comuns quando se opera em linhas interestaduais de longa distância.