Viação 1001 investe meio milhão para vender passagem no celular

Quero Passagem lançou aplicativo no começo do ano.

Quero Passagem lançou aplicativo no começo do ano.

Além de receber e realizar chamadas, é possível reservar a passagem rodoviária pelo celular. A tecnologia oferecida no formato mobile é um dos últimos investimentos realizados da viação 1001. Considerada a maior companhia de ônibus do Rio de Janeiro, a empresa desembolsou cerca de R$ 500 mil para oferecer o serviço de reserva que já está disponível na internet, para quem não desgruda do celular. Para poder aproveitar a facilidade, é preciso estar conectado na rede, através de um sistema de navegação compatível com a maioria dos smartphones, como o Android e iOS (iPhone) de qualquer operadora do Brasil. Não é necessário baixar nada, basta acessar na URL de seu navegador, o site oficial da viação 1001.

Na página, o usuário é redirecionado automaticamente para outra plataforma, de onde poderá pesquisar o melhor itinerário e escolher sua poltrona, sem ter de ir até o terminal rodoviário do Rio. Assim que completar a compra, o site envia automaticamente um e-mail de confirmação da compra direto na caixa de entrada do cliente, com o código da compra e todas as informações necessárias para ele fazer a retirada do voucher, no guichê da 1001, pelo menos meia hora antes de viajar. A expectativa da empresa rodoviária é aquecer as vendas online e ampliar o número de reservas em até 25%, depois que os usuários se habituarem ao novo recurso.

Para a direção executiva da empresa, a novidade que facilita a compra dos cariocas, deverá atrair mais interessados para o site da companhia. O dinheiro gasto com a implantação do sistema não deve representar mais de 10% do que a auto viação gastará para modernizar sua frota. Atualmente, a viação 1001 conta com 1100 ônibus, e tem planos de comprar mais 218 novas unidades. A aquisição dos veículos custará para o cofre da empresa, cerca de R$ 100 milhões. Só no estado carioca, a 1001 está presente em 72 municípios. É a recordista quando se compara com outras empresas que atuam na região. Além da grande quantidade de linhas do Rio, a companhia também operação garantida em capitais e grandes cidades de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e do Espírito Santo.

Viação Cometa testa linha interestadual em Jundiaí

Cometa disponibiliza 12 horários de ônibus para São Paulo.

Cometa disponibiliza 12 horários de ônibus para São Paulo.

Vai completar um mês que os moradores dos bairros Eloy Chaves, Medeiros e região, estão testando uma linha de ônibus interestadual da viação Cometa, com destino a São Paulo. Desde a metade do mês passado, a companhia rodoviária disponibilizou 12 horários de ônibus para quem mora em Jundiaí e quer desembarcar na capital paulista. Por enquanto, tudo não passa de uma experiência. Segundo a administração da auto viação, só depois de dois meses de testes é que a empresa poderá avaliar os resultados e decidir se realmente irá manter o serviço no local. Até a expansão chegar, a Cometa já era responsável pelo transporte mensal de pelo menos 120 mil passageiros de Jundiaí até São Paulo.

Agora a intenção é ampliar esse número em 5%. A linha experimental começa a transportar passageiros do Aeroporto de Jundiaí, seguindo para o terminal rodoviário Eloy Chaves, com destino as rodoviárias de São Paulo. O trajeto é mais movimentado no período da manhã, e a tarde para quem faz o percurso ao contrário. Além dos ônibus regulares, a companhia Cometa também oferece 13 carros para o transporte de fretamento entre o município paulista e a capital. O serviço extra instalado na cidade, tem motivos comerciais, já que recentemente, Jundiaí lançou importantes empreendimentos imobiliários para classe média e alta. Com os investimentos no local, outros segmentos relacionamentos ao transporte público também se mexeram para atender a nova demanda.

A Cometa sabe que oferecer apenas uma linhas rodoviária no local não é suficiente para satisfazer a maioria da população. Exigentes, os clientes buscam facilidade e conforto o tempo todo, por isso, a empresa já estuda a integração de novos recursos junto a disponibilidade da viagem rodoviária. As reservas online e o sistema de bilhetagem eletrônica não estão destacados do projeto. Quem depende do serviço rodoviário para viajar com frequência está gostando da novidade. É o caso do aposentado Márcio Cantaga, de 69 anos. Ele mora no bairro há dois anos e diz ser a favor da nova linha da Cometa, justamente por não ter que embarcar em vários ônibus para chegar no destino desejado.

Companhia de ônibus pratica irregulares em embarque de idosos

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

Idosos tem direto a passagens de ônibus gratuitas.

O aposentado Edivaldo Hernandes, de 67 anos, comprovou que nem todas as companhias de ônibus do Brasil estão cumprindo seu dever na hora de garantir a gratuidade aos idosos com mais de 60 anos. Ao tentar embarcar em um dos ônibus interestaduais de uma famosa auto viação, Hernandes que também não recebe mais do que dois salários mínimos no final do mês, teve dificuldades para conseguir o beneficio. Ele é só mais um dos idosos insatisfeitos que reforçam a lista de irregularidades praticadas por empresas de ônibus intermunicipais e interestaduais. Muitas estão desobedecendo à legislação prevista no Estatuto do Idoso, há mais de 10 anos.

Em todo território nacional quem tem mais de 60 anos e recebe até dois salários mínimos tem direito a viajar de graça, mesmo que o embarque seja realizado em um ônibus interestadual. Nesta condição, as auto viações são obrigadas a reservar duas poltronas por veículo para os idosos. Se elas já tiverem sido ocupadas, o beneficiário ainda pode adquirir a passagem rodoviária pela metade do preço praticado nos guichês da rodoviária ou em sites especializados na venda de passagens. A lei apenas exige que, na hora da compra, o idoso apresente um documento de identidade com foto, além de um comprovante de renda. O importante é não se atrasar e chegar ao terminal rodoviário três horas antes do embarque desejado. O tempo é suficiente para garantir a acomodação em uma das duas poltronas livres, porém insuficiente para garantir descontos de 50% na hora de retirar o voucher de embarque.

Nesses casos, é preciso chegar ao terminal rodoviário de seis a 12 horas antes da viagem. Perante a lei, qualquer outra condição imposta pelas empresas rodoviárias que não seja as mesmas apontadas na lei ou no decreto de lei, é caracterizada como ato ilegal. Portanto é importante ficar atento, principalmente se alguma auto viação estiver fazendo imposições para oferecer o benefício e se negar a vender o bilhete no ato, estipulando filas de espera, prazos ou exigências de outras documentações para poder liberar o embarque. Acesse o link http://queropassagem.com.br/blog/saiba-tudo-sobre-as-passagens-gratuitas-para-idosos/ para saber mais sobre o tema.