Justiça do ES pode decretar falência à viação Itapemirim

viação ItapemirimA Justiça do Espírito Santo deu prazo de dois meses a viação Itapemirim para apresentar um plano de recuperação judicial sobe as dívidas que tem. Fazem parte do processo protocolado no dia 7 de março, as empresas Viação Itapemirim, Transportadora Itapemirim, ITA – Itapemirim Transportes, Imobiliária Bianca, Cola Comercial e Distribuidora e Flecha Turismo Comércio e Indústria. Se a companhia de ônibus mais antiga do Brasil não apresentar o documento dentro do prazo ou tiver reprova do plano por parte de seus credores, o juiz da 13º Vara Cível Especializada Empresarial de Vitória poderá decretar falência da empresa.

O prazo para que os credores possam se manifestar e aprovar o plano é de 180 dias. Segundo a auto viação, o prazo estipulado será suficiente para elaborar o plano de recuperação que a empresa precisa para convencer os credores a seguir com as cobranças em frente. O pedido de recuperação judicial comprova que a empresa fundada por Camilo Cola, em 1953, não tem recursos próprios suficientes para quitar suas dividas, já que o Brasil tanto quanto o modal rodoviário do país estão enfrentando uma crise financeira muito instável para ampliação dos empreendimentos. Já com problemas financeiros, no meio do ano passado a Itapemirim abriu mão de 40% de seus veículos e transferiu pelo menos metade de suas linhas em operação para a companhia de ônibus Kaissara.

Com a fusão aprovada pela ANTT, a companhia Itapemirim deixou de operar em 68 rotas das 118 que tinha direito. Com apenas 50 linhas rodoviárias em atuação, a viação passou a trabalhar com apenas 43% de sua capacidade de venda e operação. Com a queda no volume de passageiros, entre os últimos cinco anos, a companhia Itapemirim não foi capaz de suportar a inflação que encareceu o preço dos pneus, combustível, pedágio e das manutenções periódicas em sua frota. Para o diretor de operações da empresa, a falta de reajuste no preço das viagens de ônibus interestaduais e a expansão das políticas de gratuidades (estudantes, idosos) também prejudicou as finanças de uma das maiores empresas de transporte rodoviário do Brasil.

Viação 1001 opera com ônibus extras durante a Páscoa

viação 1001O feriado santo comemorado desde a sexta-feira (27) reuniu milhares de pessoas nas rodoviárias de Campos dos Goytacazes e Itaperuna, no Norte e Noroeste Fluminense. Justamente em dois dos terminais rodoviários operados pela viação 1001 – que aproveitou o feriado prolongado para pôr em ação um esquema especial de operação, na última semana de março. Desde a quarta-feira (23), as estações do Shopping Estrada e Roberto Silveira do município de Campos tiveram um reforço na frota municipal da companhia 1001. Foram disponibilizados aos usuários 20 ônibus extras, com partidas para várias cidades cariocas e até a capital.

No total, a auto viação com sede no Rio de Janeiro operou com 203 veículos. Só na quinta, cerca de 80 ônibus saíram de Campos dos Goytacazes, com atendimento a um fluxo rodoviário de mais de sete mil pessoas. Quem se livrou do sofá em pleno feriado preferiu visitar até a capital, abordo de um dos 68 veículos da companhia rodoviária. Deste montante, 11 eram extras. O município de Macaé também foi muito procurado no feriado prolongado de Páscoa, e exigiu da rodoviária de Campos uma manobra para disponibilizar pouco menos de 100 linhas, durante o final de semana.

As viagens de ônibus com destino a Região dos Lagos ocuparam oito unidades extras, em 27 veículos operantes. Nesta época do ano, a procura por destinos do Noroeste carioca tem agradado mais os usuários. Tanto é que a própria 1001 levou para a rodoviária mais de 50 veículos extras para compor mais de 200 linhas rodoviárias, durante a Semana Santa. Os veículos foram responsáveis pelo fluxo de mais de 10 mil passageiros. Na rodoviária de Itaperuna, o trajeto com destino ao Rio de Janeiro, cidades da Região dos Lagos e localidades mais próximas foi realizado através de 150 ônibus equipados com poltronas reclináveis, sanitários e outras regalias.

 

Gontijo registra aumento de 30% na venda de passagens na Páscoa

páscoa 2016Por causa do feriado de Páscoa, a companhia de ônibus Gontijo registrou aumento de pelo menos 30% no número de passagens rodoviárias vendidas na rodoviária de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul. A empresa rodoviária atende a população da cidade através de duas linhas interestaduais com destino a Recife, em Pernambuco e Belo Horizonte, Minas Gerais. Apesar do aumento na procura pelo serviço, a companhia de ônibus garante que não será necessária a inclusão de veículos extras para atendimento dos passageiros, entre o período de 24 a 28 de março, data que se comemora a Páscoa. O feriado prolongado também deve aumentar o fluxo de passageiros em busca de bilhetes rodoviários para linhas interestaduais e intermunicipais, operadas por outras auto viações que atuam na cidade, já que algumas linhas de ônibus pouco acionada no local, chegam a dobrar o número de reservas.

Viação São Luiz
Quem quer desembarcar em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, ou chegar a capital Campo Grande, pode contratar os serviços da empresa São Luiz. A companhia de ônibus espera dobrar o número de reservas em suas principais linhas oferecidas no terminal de Três Lagoas. A rota rodoviária com destino a Campo Grande é a mais procurada pelos usuários. Para dar conta da demanda, durante a Páscoa, a viação São Luiz irá disponibilizar sete horários de ônibus diários para as linhas rodoviárias com destino a São José do Rio Preto (SP), Campo Grande (MS), assim como o trajeto que liga a cidade até o estado de Goiás. Há também possiblidade da companhia disponibilizar ônibus extras, caso o fluxo de passageiros aumente mais do que o esperado. A empresa de ônibus garante que o número de reservas antecipadas em feriados prolongados vem subindo nos últimos anos, inclusive para passagens de volta. O terminal rodoviário de Três Lagoas também conta com os serviços da companhia Reunidas para operação em linhas de longa distância. Como as concorrentes, a empresa rodoviária aguarda aumento nas vendas de passagens de ônibus entre os próximos dias.

Viação Piracicabana assume linha da viação Cometa em Americana

linhas rodoviáriasA viação Piracicabana assumiu no mês passado, a operação das linhas: “Piracicaba-Campinas, Piracicaba-Paulínia, Limeira-Americana e Piracicaba-Americana”, antes atendidas pela companhia Cometa. A mudança faz parte de uma troca de operações entre as duas empresas rodoviárias controladas pelo menos grupo administrativo. A transferência das linhas aprovada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp não irá interferir na qualidade do serviço, antes oferecido pela Cometa. A viação Piracicabana manteve os mesmos horários de ônibus e a categoria entre os trechos, para que não haja nenhuma alteração na operação entre as linhas que envolvem o município do interior de São Paulo.

O JCA – grupo que comanda as atividades das companhias garantiu que a nova auto viação tem infraestrutura suficiente para atender todas as demandas no usuário que viaja por uma das respectivas linhas. Quem já havia reservada a passagem rodoviária com a Cometa, antes da mudança acontecer, poderá embarcar normalmente em um dos veículos da viação Piracicabana. Os preços das passagens de ônibus para as linhas interestaduais também não devem mudar. A expectativa dos funcionários que trabalhavam com a viação Cometa, é de que haja um remanejamento para a nova empresa e que os profissionais sejam mantidos em suas funções.

Viação Cometa passa operar em linha de São Roque a São Paulo

A linha que ligava o município de São Roque a São Paulo, operada pela viação Piracicabana foi transferidas para a viação Cometa, em fevereiro. Com a mudança, os veículos da nova companhia passam por Araçariguama, São João Novo e Osasco, até chegar a capital. A troca só é válida em linhas interestaduais, e por isso, o trajeto entre a rodoviária de São Roque e os municípios vizinhos de Cotia, Itapevi e Araçariguama continuam sobe regime da viação Piracicabana. Os horários de ônibus e pontos de parada não sofreram alteração. As passagens rodoviárias reservadas com a auto viação antes da mudança, também estão sendo aceitas pela Cometa. A troca entre as linhas foi feita de forma amigável entre as empresas com objetivo de melhorar o atendimento aos passageiros, e viabilizar o trajeto das empresas, com relação a suas localidades.

Viação Kaissara e Gontijo atendem a maioria das linhas em BH

viação KaissaraMais da metade das 75 mil pessoas que passaram pelo terminal rodoviário de Belo Horizonte durante o Ano Novo utilizaram os serviços das viações Kaissara e Gontijo. Ambas são responsáveis por mais de 50% das linhas interestaduais com saídas da Estação de Integração José Cândido. O local integra as viagens rodoviárias com destino ao Nordeste, ao Espírito Santo e às cidades de Belém, Brasília, Campos dos Goytacazes (RJ), São João da Barra (RJ), entre outras.  Só a companhia Gontijo oferece passagens de ônibus para Natal, Recife, Salvador, Vitória da Conquista, Porto Seguro, Vitória, Fortaleza, Conceição da Barra, Guarapari, Nova Almeida, Mossoró, Anchieta, Ilhéus, Marataízes, Prado e Eunápolis. A empresa rodoviária pertencente ao mesmo grupo da viação São Geraldo, tem concorrência da viação Kaissara, nos trechos até a capital do Rio Grande do Norte, Recife, Guarapari e Nova Almeida.

Além de disputar alguns trechos com outras empresas como: Itapemirim, Penha União, Nacional e Águia Branca. Já a viação Kaissara atende nove municípios da região Nordeste, sendo que apenas as cidades de Mossoró, São João da Barra e Campos dos Goytacazes não possuem concorrência. A companhia Águia Branca apenas atende o município de Conceição da Barra, enquanto que a Penha compete entre linhas de Vitória e Brasília. A viação Nacional atende Salvador e a viação Itapemirim, ainda é vista no rodoviária de Belo Horizonte em trajetos de Belém, Recife e Natal. A Estação de Integração José Cândido da Silveira fica na Rua Gustavo da Silveira, 1.820 (próximo à Avenida José Cândido da Silveira), bairro Santa Inês. Segundo levantamento da BHTrans, a preferência dos mineiros não está em cidades do próprio Estado. Os destinos mais procurados por passageiros durante os feriados prolongados se dividem entre o litoral carioca, grandes centros em Espírito Santo e cidades turísticas espalhadas pelo Nordeste.

Ônibus
As linhas que param na Estação José Cândido da Silveira são: 821, 822, 823 e 9550. As que param na Avenida José Cândido da Silveira (a 300 metros da Estação) correspondem as: 3501A, 3501B, 5502A, 5502B, 5502C, 5503A, 5503B, 5523A e S50. As linhas Metropolitanas são: 4600, 4620, 4625 e 4665.

Viação 1001 disponibilizará 100 ônibus extras no Carnaval

Carnaval 2016A viação 1001, companhia de ônibus responsável pelo transporte rodoviário nos municípios cariocas de Campos dos Goytacazes, e Itaperuna, vai ampliar a frota de veículos para atender a demanda de passageiros, durante o feriado de Carnaval. Cerca de 100 novos veículos partirão dos terminais rodoviários da região Norte e Noroeste do Rio de Janeiro para diversos destinos, a partir de quinta (4). Até o final de semana, a rodoviária de Campos dos Goytacazes, que já conta com 323 veículos rodoviários, receberá um reforço de 94 ônibus, que partirão das rodoviárias do Shopping Estrada e Roberto Silveira para diversas cidades do estado, além da capital.

O terminal rodoviário da cidade espera receber mais de 10 mil pessoas, no período do feriado prolongado. O sábado deve ser o dia de maior movimentação, com 100 ônibus realizando o embarque das duas rodoviárias de Campos. A capital carioca é o destino mais procurado pelos foliões, neste Carnaval. Além do Rio de Janeiro, o município de Macaé e a Região dos Lagos terão os terminais movimentados. Só na capital, o passageiro poderá optar pelo assento em uma das 132 viagens, sendo que 62 delas serão extras. Já em Macaé, serão disponibilizados 115 ônibus enquanto que na Região dos Lagos, a previsão é de 52 ônibus circulando, sendo 27 extras.

A previsão de embarques em cidades do Noroeste do Rio de Janeiro é ainda maior do que no Norte do Estado. Só lá, a tendência é que mais de 250 ônibus estejam disponíveis para uso da população carioca. O número deve ser suficiente para atender uma demanda de mais de 10 mil passageiros. Quem embarcar pela rodoviária de Itaperuna poderá pesquisar o melhor itinerário entre 237 ônibus disponíveis. Haverá ônibus extras com horários especiais para o Rio de Janeiro e a Região dos Lagos. Apesar do número de linhas rodoviárias ser grande, é recomendável que a compra das passagens de ônibus seja antecipada.

Viação Util compra 6 ônibus Double Decker para renovar frota

Ônibus Double DeckerA União Transporte Interestadual de Luxo, conhecida como viação Útil adquiriu seis unidades dos luxuosos ônibus Paradiso 1800 Double Decker, montados pela Marcopolo. A compra milionária faz parte de um modelo de gestão aplicado pela companhia para manter a renovação de sua frota de transporte rodoviário, em constante evolução. Os novos modelos asseguram alto padrão de segurança, conforto e sofisticação para quem opera e viaja por longas horas, a bordo do veículo. Para o diretor de operações da Marcopolo, nunca se teve tanta necessidade de se investir em padrão de qualidade e ações que preservem o meio ambiente e priorizem a sustentabilidade. É uma nova era que poderá trazer muitos benefícios à população brasileira e a qualidade de vida de uma forma geral.

Sobre a companhia rodoviária
A Útil é pioneira no que se refere à inovação. A companhia rodoviária com atuação em diversas regiões do Brasil sempre investiu em campanhas ligadas ao meio ambiente, incentivando a preservação dos recursos naturais e valorização da fauna brasileira. Com forte atuação em municípios cariocas, a Útil integra rotas entre os estados do Sudeste, como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além de atender Brasília e Goiás. Desde 2003 passou a integrar o time de companhias lideradas pelo Grupo Guanabara, o mesmo que administra a viação Expresso Guanabara.

Paradiso 1800 DD
O Paradiso 1800 DD com chassi Mercedes-Benz O500 RSD 2436 Euro 5 tem o melhor custo benefício da categoria para viagens de média a longa distância. O modulo é muito potente, porém de baixo custo de operação. Tem capacidade para transportar até 60 passageiros, com oito poltronas semileito, com descansa-pés/pernas no piso superior e doze poltronas leito em couro equipadas com monitor individual para cada passageiro, no piso inferior. O veículo também é equipado com o um moderno sistema de estabilidade e separação de alas por partes deslizantes. Em seu interior há cinto de segurança retrátil, porta-copos e porta-revistas, sistema de ar-condicionado, audiofone, tomadas de energia e entrada USB em todas as poltronas, Wi-Fi (internet sem fio), TV digital, um monitor 23 polegadas e outros três de 15,4″, aparelho de DVD, rádio CD/DVD com entrada USB e três geladeiras.

Viação Garcia supera venda de companhias aéreas em Londrina

viagens aéreasA viação Garcia terá uma difícil missão durante as operações de 2016: manter a liderança na preferência dos embarques realizados em Londrina, contra as empresas aéreas que atuam na região. A crise econômica tem refletido no bolso dos passageiros que moram no interior do Paraná, favorecendo o modal rodoviário, como o da empresa responsável pela operação das principais linhas de transporte rodoviário do Estado. Além do aumento nas vendas das passagens rodoviárias para viagens de curta e média distância, a rodoviária de Londrina também têm recebido mais passageiros nos últimos seis meses. Segundo empresários do setor é uma movimentação positiva desde as operações controladas em 2011. De lá pra cá, a viação Garcia e suas concorrentes tiveram que superar queda no volume de passageiros, com diminuição de embarques em linhas regulares de grande demanda, como as que ligam a cidade até Curitiba e São Paulo.

Feriados Prolongados
Os ônibus levam vantagem durante os feriados prolongados e as datas comemorativas, já que são liberados para ampliarem suas frotas a favor do atendimento a população, em datas especiais. Essa flexibilidade aliada a novas tecnologias tem tornado as viagens de ônibus uma excelente opção em viagens de última hora. Diferente das companhias aéreas que reajustam os valores das passagens na medida em que voos em grande de escala se aproximam.

Mercado Brasileiro
Nos últimos cinco anos, as auto viações tiveram que aprender a lidar com o aumento no poder de compra do consumidor, desfavorável para um modal considerado de uso prioritário das classes C e D. Além disso, os incentivos a compra de automóveis por parte do Governo e os preços acessíveis de várias linhas aéreas, antes inacessíveis para muitos brasileiros, também foi outro aspecto que prejudicou as contas de grandes empresas rodoviárias do Brasil. Com a necessidade e falência de operação por parte de vários grupos, a fusão e extinção de nomes conhecidos no setor passou a ser manobra corriqueira no país. Apesar da baixa, várias modernizações e investimentos também vieram a colaborar com os ônibus.

Viação Pluma transfere linhas rodoviárias para Catarinense

Linhas transferidas não são mais novidade no Brasil.

Linhas transferidas não são mais novidade no Brasil.

Passagem de ônibus de Curitiba até a cidade de Assunção no Paraguai, ou do Rio de Janeiro até Buenos Aires deixaram de ser comercializadas pela viação Pluma, desde o segundo semestre deste ano. Essas e outras linhas importantes para dentro e fora do Brasil foram transferidas da companhia de ônibus fundada no Paraná para outras duas auto viações. Em documento publicado no dia 22 de junho de 2015, a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres concedeu a transferências de rotas para a viação Catarinense e a JBL Turismo, por meio de duas resoluções.  Há um tempo, a viação Expresso Nordeste também havia recebido o direito de operar em linhas com atuação em embarques pelo Sul do Brasil, antes monopolizadas pela companhia Pluma. A auto viação criada em 1966 transferiu as rotas para outras empresas com quadro societário difundido em linhas interestaduais de média ou longa distância, como meio de se livrar da crise. Diferente do que aconteceu com a viação Itapemirim no primeiro semestre deste ano. A empresa considerada a mais antiga do Brasil transferiu 68 linhas para a parceira de operação, a viação Kaissara, também do Espirito Santo. A transação foi motivada por problemas financeiros e dívidas milionárias.

Linhas Transferidas pela  resolução Nº 4.761:
Rio de Janeiro (RJ) – Buenos Aires (RA), via Foz do Iguaçu (PR), Rio de Janeiro (RJ) – Santiago (CL), São Paulo (SP) – Buenos Aires (RA), via Porto Alegre (RS), Uruguaiana (RS) – São Paulo (SP), e Balneário Camboriú (SC) – Buenos Aires (RA).

Linhas Transferidas pela resolução Nº 4.762:
Curitiba (PR) – Porto Alegre (RS), via BR-101, Curitiba (PR) – Santa Maria (RS), via U. da Vitória, Curitiba (PR) – Santa Maria (RS), via Lages (SC), Curitiba (PR) – Criciúma (SC),  Curitiba (PR) – Asuncion (PY),  Curitiba (PR) – Ijuí (RS), Paranaguá (PR) – Asuncion (PY), Porto Alegre (RS) – Joinville (SC), Porto Alegre (RS) – Balneário Camboriú (SC), Criciúma (SC) – São Paulo (SP), Joinville (SC) – Ijuí (RS), via Barracão, Araranguá (SC) – São Paulo (SP), prefixo nº 16-1332-00, Araranguá (SC) – São Paulo (SP), Araranguá (SC) – Campinas (SP), Florianópolis (SC) – Foz do Iguaçu (PR), Criciúma (SC) – Asuncion (PY).

Águia Branca bate recorde de embarques durante feriado

Viação triplicou o número de embarques no último feriado.

Viação triplicou o número de embarques no último feriado.

A viação Água Branca registrou grande fluxo de embarques saindo do terminal Novo Rio, no Rio de Janeiro, durante feriado de Finados, no dia 2 de novembro. De acordo com dois dos três maiores portais de venda de passagens rodoviárias da internet, a companhia foi uma das mais acionadas durante a primeira semana do mês passado. A empresa rodoviária com atuação em diversas cidades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia, registrou aumento de mais de 80% nas vendas de passagens de ônibus, em comparação com os mesmos itinerários computados na semana anterior.

Os feriados de “tiro curto”, como o comemorado no dia 20 de novembro, em celebração ao Dia da Consciência Negra, têm aquecido o movimento nos principais terminais rodoviários do Brasil. O motivo pela preferência nas viagens de ônibus é simples: economia e praticidade. Além da grande concentração de passageiros saindo da capital carioca, outros municípios do Rio de Janeiro e cidades do Espírito Santo tiveram um bom fluxo de embarques durante o último feriado. Quem foi pra internet em busca das passagens rodoviárias deu preferência aos municípios capixabas de Vitoria, Vila Velha, Nova Venécia e Aracruz. Os municípios lideraram o topo da lista das cidades mais procuradas ao lado do Rio de Janeiro (RJ), Porto Seguro (BA), Campos (RJ), Aimorés (MG) e Niterói (RJ) e Salvador (BA).

A linha da rodoviária de Vitória com destino ao Rio de Janeiro teve um volume de mais de 100%, em comparação com fluxo de passagens em dias regulares. O trajeto é operado pela viação Águia Branca e Kaissara, detentora de mais de 40 linhas da companhia Itapemirim. Para muitos, a viação com sede no Espírito Santo ainda é desconhecida, apesar de estar com preços mais acessíveis do que a da concorrente. Segundo levantamento das empresas, o perfil do passageiro de ônibus que viaja em feriados de menor expressão é dividido em dois grupos, um formado por aqueles que aproveitam o tempo de folga para visitar parentes no interior do Estado e outro que utilizam o serviço em busca de lazer e diversão em praias e outras cidades turísticas.